‘Jovem aprendiz’ é via para o 1º emprego

Apesar da pandemia do novo coronavírus, algumas empresas continuam investindo no quadro de jovens colaboradores para atender a demanda do mercado consumidor

Manaus – Pandemia e o isolamento social trouxeram impactos na vida da população e dos setores da economia. Apesar deste cenário, algumas empresas continuam investindo no quadro de colaboradores para atender a demanda do mercado consumidor. Recém contratada, a jovem Laissa Fernanda, de 21 anos, conta que está animada com a primeira experiência profissional através do programa Melhor Aprendiz do Centro de Ensino Literatus.

“Fiquei como aprendiz por um ano e meio e, durante esse período, busquei me capacitar e aplicar o que aprendia na sala de aula no dia a dia na empresa, com isso fui me destacando e mostrando meu potencial”, comenta a egressa do Literatus, que há quase dois meses foi contratada para o cargo de auxiliar administrativo operacional no Porto Chibatão.

Literatus viabiliza acesso ao mercado de trabalho aos jovens (Foto: Divulgação/Literatus)

Laissa afirma que está animada em atuar em logística e que a intenção é se especializar nesse segmento, que tem feito a diferença durante a pandemia, por ser responsável principalmente pela distribuição de alimentos, equipamentos hospitalares, medicamentos, bens de consumo duráveis e não duráveis e tudo mais de que a população tem necessitado durante esse período de isolamento e distanciamento social.

Quem também já faz planos de se especializar em logística é José Fabrício, de 21 anos. “Minha intenção agora é iniciar o quanto antes no curso Técnico em Logística, é uma área que tem mercado e oportunidades”, disse o jovem, que acaba de ser contratado para o cargo de auxiliar administrativo operacional no Porto Chibatão.

Egresso do programa de aprendizagem do Literatus, ele comenta que essa está sendo a sua primeira experiência profissional. “Os cursos da instituição foram fundamentais para desenvolver as competências necessárias durante a atuação profissional”, avalia.

E é o que também acredita a jovem Daniela Gomes, de 20 anos, que há pouco mais de um mês foi contratada para o cargo de inspetora de qualidade júnior na Procoating Indústria de Termolaminado. “Durante o programa, o Literatus me deu a oportunidade de conhecer profissionais maravilhosos que me deram ferramentas para que eu pudesse me destacar na empresa”, conta.

Estudante do 3° período do curso de Odontologia, Daniela revela que atuar no segmento de qualidade tem sido um aprendizado. Agora a jovem avalia a possibilidade de se matricular ainda nesse período em Gestão da Qualidade, pois é um curso que, de qualquer forma, será fundamental para o cargo que está ocupando atualmente na Procoating.

A mantenedora do Centro de Ensino Literatus, Elaine Saldanha, ressalta que, além de ser porta de entrada para o primeiro emprego dos jovens, o programa de aprendizagem é uma maneira das empresas impulsionarem futuros talentos e treiná-los de acordo com as demandas dos seus negócios.

“Os jovens que participam do programa de aprendizagem contam com formação profissional, acompanhamento psicopedagógico, instrutores capacitados e toda uma estrutura para que dêem os primeiros passos para começar um plano de carreira, avaliem os oportunidades no mercado de trabalho e invistam em capacitação, aponta a gestora.