Mais 21 unidades de ensino participarão de projeto de educação financeira

Objetivo é promover desde a infância uma nova geração de cidadãos brasileiros com a capacidade de fazer escolhas conscientes que possam estabelecer metas. O projeto já atendeu 12 mil alunos

Manaus – A Prefeitura de Manaus levará a mais 21 unidades de ensino da rede municipal o projeto de educação financeira Sonhar, planejar e alcançar – fortalecimento financeiro para famílias. A divulgação das unidades contempladas foi realizada nesta terça-feira (10), no auditório do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Hermann Gmeiner, na Aldeia SOS, bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital.

A iniciativa atende os Cmei, as creches e escolas e é realizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão de Educação Infantil (DEI), em parceria com a Organização Não Governamental (ONG) Vila Sésamo, apoio da MetLife Foundation e parceria para implementação da Dsop Educação Financeira.

O projeto foi implantado na Semed em 2016, e até o ano passado atendeu 43 unidades, com um total de 12 mil alunos beneficiados. A ação busca manter as contas públicas do município equilibradas, cortando despesas, investindo recursos próprios, sem ultrapassar a capacidade de gastos e sendo modelo fiscal para o País.

Projeto foi implantado na Semed em 2016, e até o ano passado atendeu 43 unidades (Foto: Clemir Santos/Semed)

As novas unidades escolares que entram no projeto vão atender 4.600 crianças, de 2 a 6 anos. A ação contará com 291 professores, além da equipe escolar, familiares e a comunidade até o final do ano. As escolas receberão material didático para o professor e para as crianças, além de formação, palestras, oficinas e encontros com as famílias e uma ajuda de custo de R$ 1 mil para cada unidade.

O objetivo é promover desde a infância, uma nova geração de cidadãos brasileiros com a capacidade de fazer escolhas conscientes, estabelecer metas, planejar, ter os recursos e informações para alcançar os seus sonhos e ser financeiramente sustentável. A meta é promover atividades lúdicas, que deixem as crianças se expressarem e reinventarem o mundo ao seu redor, os educadores e cuidadores irão ensiná-las e motivá-las a sonhar, planejar e alcançar objetivos.

O chefe da DEI da Semed, Alexandre Romano, destacou os avanços que a metodologia consegue trabalhar com as crianças. “A partir do momento que a criança cresce, se desenvolve com esse pensamento de economizar, ela não vai pensar só em economizar dinheiro, mas por exemplo, água, o meio ambiente, enfim, acaba sendo um projeto desenvolvendo também a sustentabilidade. A Sésamo tem a ideia de formar adultos conscientes a partir da primeira infância com uma metodologia própria e lúdica”, comentou.

A coordenadora do projeto Vila Sésamo Manaus, Vera Lúcia Oliveira, falou sobre o encontro. “Este é o primeiro encontro com as gestoras, justamente para apresentar toda iniciativa do projeto para que todas entendam a importância, principalmente para que se envolvam. Os próximos encontros já serão com as professoras com treinamento, para que elas possam saber utilizar o material que será disponibilizado para isso”, disse.

Anúncio