Mais de 50 mil não sacaram R$ 68 milhões do PIS/Pasep, no AM

Prazo para os cotistas com menos de 60 anos, cadastrados entre 1971 e 1988, termina nesta sexta-feira (28). O PIS é sacado na Caixa Econômica e o Pasep, no Banco do Brasil

Manaus – A apenas quatro dias do fim do prazo para saque das cota do PIS/Pasep, 20% dos trabalhadores com direito à retirada ainda não buscaram o benefício, no Amazonas. De acordo com a Caixa, das 242 mil pessoas que podem receber o benefício, 50,3 mil ainda não sacaram a soma de R$ 68,5 milhões. Prazo termina dia 28 de setembro.

O PIS é sacado na Caixa Econômica e o Pasep, no Banco do Brasil. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os trabalhadores cadastrados no Fundo PIS/Pasep entre 1971 e 4 de outubro de 1988 que ainda não sacaram o saldo total de cotas na conta individual de participação têm direito. Cerca de 4,5 milhões de pessoas nessa faixa etária ainda não resgataram o benefício no País, contabilizando R$ 6,3 bilhões disponíveis para o saque até o último dia útil de setembro.

No Amazonas, 242 mil pessoas têm direito ao saque de R$ 303 milhões. Até a semana passada, 191,6 mil haviam retirado o correspondente a R$ 234,5 milhões, o que corresponde a 80% dos trabalhadores beneficiários.

Beneficiados

Para saber se tem direito ao saque, o trabalhador pode consultar a situação do seu benefício na página da Caixa. A consulta permite ver o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento. Caso o valor já tenha sido creditado em conta, o site informa também qual a conta e banco.

Outras opções de consulta para os trabalhadores são os terminais de Autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão, ou o internet banking para correntistas da Caixa, na opção ‘Serviços ao Cidadão’.

Quem for sacar até R$ 1,5 mil pode fazer no autoatendimento com apenas a Senha Cidadão, nas Unidades Lotéricas e correspondentes Caixa Aqui com Cartão Cidadão e Senha Cidadão. Até R$ 3 mil, é preciso estar com o Cartão e a Senha Cidadão e documento oficial com foto. Para saques acima de R$ 3 mil, somente nas agências da Caixa com documento oficial com foto.

Herdeiros

Os beneficiários legais, na condição de herdeiros, poderão comparecer a qualquer agência da Caixa, portando o documento oficial de identificação e o documento que comprove sua condição de herdeiro para realizar o saque.

O saque também poderá ser realizado pelo representante mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque de valores do PIS.

Conforme determina a Lei 13.677/2018, a partir do dia 29 de setembro, os saques voltarão a ser permitidos somente para os cotistas que atendam a um dos critérios habituais: pessoas com 60 anos ou mais, aposentados, herdeiros de cotistas, pessoas em situação de invalidez ou acometidos por doenças específicas.