Mais de 70% dos brasileiros pretendem usar décimo terceiro para compras

Especialista em finanças reforça a importância de pagar dívidas com a renda extra e guardar dinheiro

Manaus – A segunda parcela do décimo terceiro deve cair até o dia 20 de dezembro. Com esse dinheiro em mãos, muitos brasileiros estão pensando no que fazer – se irão fazer compras ou quitar as dívidas. Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Consumo de Bens, Serviços e Turismo, neste ano, 78,2% devem usar o benefício para consumo imediato, como as compras. Outros 14,4%, para o pagamento de dívidas. E 7,4% dos entrevistados dizem que pretendem poupar e aplicar o dinheiro.

(Foto: Divulgação)

“É importante planejar e priorizar as contas mais altas e definir o que é prioridade. Mesmo que o valor não dê para quitar todas as contas, o benefício pode servir para desafogar e limpar o nome sujo”, explica Thaíne Clemente, Executiva de Estratégias e Operações de crédito pessoal.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 74,6% das famílias brasileiras fecharam o mês de outubro endividadas. Outra dica é renegociar as dívidas em atraso com a empresa responsável e se possível conseguir um bom desconto pela quitação ou abatimento da dívida.

“Com o décimo terceiro, fica mais fácil ganhar descontos e negociar pagamento à vista. No final do ano, muitas empresas oferecem grandes descontos para quitar aquela conta antiga. E além do mais, o maior benefício é entrar o ano de 2022 com o nome limpo”, explica Thaíne.

E, no caso de quem conseguiu quitar as dívidas, a especialista recomenda guardar o dinheiro que sobrou para possíveis emergências do futuro. “É sempre importante manter uma reserva financeira e/ou, investir esse dinheiro que sobrou, sem que precise mexer nele de imediato. Além disso, não podemos esquecer que entre janeiro e fevereiro existem algumas contas a serem pagas como IPVA, renovação de colégio e materiais para quem tem filhos, entre outras despesas”, finaliza.

Anúncio