Mais de seis toneladas de guaraná orgânico de Maués são entregues para exportadora

Um volume financeiro de mais de R$ 390 mil vai para o bolso dos produtores rurais familiares, movimentando a economia local

Manaus – O mais revolucionário projeto de guaraná orgânico de Maués (comprovadamente o melhor do mundo ) está dando frutos. Nesta quarta-feira (07) foram embarcados 6,4 toneladas de guaraná em pó entregues a exportadora 100% Amazônia e beneficiados pela Cooperativa Agropecuária dos Produtores Rurais de Maués, para a Associação dos Agricultores Familiares do Alto Urupadi (AAFAU).

Ao todo foram comercializados 11.159 kg desde janeiro de 2021, um volume financeiro de mais de R$ 390 mil, que vai para o bolso dos produtores rurais familiares, movimentando a economia local.

“Trata-se de um sucesso que começou há 5 anos com o Sebrae Amazonas, através do Sebraetec, por meio do Projeto de Bioeconomia coordenado pela analista técnica Wanderleia dos Santos Teixeira de Oliveira”, comentou o vice-presidente da Cooperativa, Luca D’Ambros que realizou o processamento orgânico da fruta, hoje situada na pauta positiva da saúde como um fitoterápico.

Os mercados dos Estados Unidos da América e da Europa Ocidental vão receber o que há de melhor em matéria de guaraná orgânico e certificado com a Indicação Geográfica do INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial).

Segundo Wanderleia de Oliveira “este sucesso se deve a um trabalho de orientação aos produtores rurais de Maués, que foram levados a feiras em São Paulo, Rio de Janeiro, Belém e em Manaus, onde os compradores/clientes disseram como queriam adquirir o guaraná de forma orgânica,certificada e processada.Eles entenderam que deveriam ter melhores práticas de manejo e foram se organizando de tal forma, sob a nossa orientação e outras instituições como a Embrapa, Idam, Rami,que culminou neste êxito empresarial, que vai ganhar em escala beneficiando toda a região produtora de Maués” comentou.

O guaraná em grãos processado pela cooperativa é de alto teor de pureza e totalmente orgânico, sem nenhum aditivo químico. Ele obedece aos padrões mais exigentes de certificação. O quilo ultrapassa a R$ 32,00 onde a média do mercado não orgânico gira em torno de R$ 15,00 a R$ 16,00, o que evidencia o ganho dos produtores rurais da cadeia orgânica.

Segundo a analista técnica Wanderleia de Oliveira ainda este mês será apresentada uma proposta aos produtores de Maués, para que eles também possam entrar no mercado asiático,segundo às exigências deste continente, que tem na China um dos maiores compradores globais do agronegócio brasileiro.

Os benefícios do guaraná orgânico de Maués são muitos dentre eles: rico em cafeína; 100% natural; produção certificada e com rastreabilidade; e antioxidante.

O município é um dos de maior longevidade do País, com médias superiores a 85 anos da população..Isso se deve,segundo estudos científicos, ao modo de vida regional em contato com a natureza e ao consumo diário de guaraná nativo.

Anúncio