Manaus é líder em abertura de vagas de emprego na região norte

Em nível nacional, Manaus é a quinta capital brasileira em empregabilidade formal, de acordo com o levantamento feito pela consultoria Tendências, realizado junto aos dados do Caged

Manaus – Manaus é a quinta capital brasileira em empregabilidade formal, de acordo com o levantamento feito pela consultoria Tendências, realizado junto ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a pedido do jornal ‘O Globo’. O fator preponderante para que a capital amazonense alcançasse essa posição no ranking é atribuído ao equilíbrio fiscal do município, segundo economistas que analisaram a pesquisa.

Em Manaus, o saldo foi de 8.558 postos de empregos formais (Foto: Divulgação/Semcom)

“Durante muito tempo falávamos sobre equilíbrio fiscal, e a princípio parecia um assunto chato e sem sentido para muitas pessoas, pois não era fácil visualizar todas as vantagens que isso proporciona. Manaus é hoje uma capital respeitada por instituições financeiras, nacionais e internacionais, aumentou seu nível de endividamento, alcançando um rating ‘AAA’, que nos proporcionam fazer as inúmeras obras em execução pela cidade. Tudo fruto do equilíbrio fiscal”, destacou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

A pesquisa apontou um aumento de vagas com carteira assinada em 14 capitais brasileiras, levando em conta o saldo entre admissões e demissões, no período de janeiro a agosto. Em Manaus, esse saldo foi de 8.558 postos de empregos formais, número que a deixou atrás apenas de Brasília, Curitiba, Belo Horizonte e São Paulo.

Ainda segundo o prefeito Arthur Virgílio Neto, há dois grandes empregadores na capital: o Polo Industrial de Manaus e a Prefeitura. “Ao mesmo tempo em que tivemos queda nos postos de trabalho do Distrito Industrial, Manaus se fortaleceu institucionalmente e ampliou sua capacidade de investimentos, que este ano irá superar o R$ 1 bilhão, resultando na criação de milhares de novos postos de trabalho com carteira assinada”, disse.

350 anos

Para se ter uma ideia, somente nas obras que integram o pacote em homenagem aos 350 anos de Manaus já são quase 3 mil empregos diretos e outros milhares de indiretos. São ações em infraestrutura viária, habitação, requalificação do centro histórico, construção de escolas, recuperação ambiental e outras.

“Nossa organização vai além deste governo, que também deve fechar 2020 com mais de R$ 1 bilhão em investimentos. Com o nosso ‘Planejamento Estratégico Manaus 2030’, deixaremos – do ponto de vista orçamentário – programas e metas muito bem desenhadas aos nossos sucessores, para tornar a capital da Amazônia muito mais madura e respeitada”, avaliou Arthur Neto.

Anúncio