Medida federal de reduzir impostos de bicicletas prejudica setor da Zona Franca de Manaus

Nesta sexta-feira (19) Gina Moraes, presidente da Comissão da Zona Franca de Manaus da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), abordou sobre o tema no programa Resumo Diário

Manaus – A medida do Governo Federal de reduzir a tarifa de importação de bicicletas impacta diretamente o setor da Zona Franca de Manaus. Este foi o tema abordado durante entrevista ao programa Resumo Diário desta sexta-feira (19) com a convidada Gina Moraes, presidente da Comissão da Zona Franca de Manaus da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM).

A presidente da comissão criticou a decisão do Governo Federal no momento de pandemia. “Talvez se a medida fosse editada em outro momento, não tivesse um impacto tão negativo quando nesse momento em que ainda estamos contando os nossos mortos pela pandemia da Covid”, afirmou.

Para a advogada, faltou diálogo com a indústria nacional. “O que é mais estranho é que não há qualquer justifica técnica para realizar neste momento uma abertura comercial sem dialogar com a indústria nacional, com a rapidez com que eles querem implementar e sem que haja melhoria de ambiente de negócios no Brasil”, pontuou.

Medida do Governo Federal de reduzir a tarifa de importação de bicicletas impacta diretamente o setor da Zona Franca de Manaus (Foto: Divulgação/Suframa)

Ainda conforme Moraes, o Governo Federal não respeita a constituição, que protege o modelo Zona Franca. A presidente da comissão salientou que a medida vai impactar aproximadamente 5 mil empregos diretos e afirmou que haverá movimentação contrária à decisão por parte da OAB Amazonas.”A OAB Amazonas não vai compactuar com ações do Governo Federal que visam abater o modelo Zona Franca de Manaus”.

Anúncio