Nova etapa do Desenrola começa a negociar dívida de até R$ 5mil; veja como fazer

Prioridade são para débitos de até R$ 5 mil, que poderão ser parcelados em até 60 vezes e com descontos que chegam a 96%

São Paulo – Nova etapa do Desenrola Brasil está prevista para começar nesta segunda-feira (9). A plataforma oficial do programa será aberta para renegociação de dívidas negativadas bancárias e não bancárias, como conta de luz, água, varejo, educação, entre outras.

(Foto: José Cruz / Agência Brasil)

A prioridade é para as pessoas que ganham até dois salários mínimos (R$ 2.640) ou que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais, do governo federal (CadÚnico), com dívidas de até R$ 5 mil.

O pagamento poderá ser à vista ou parcelado em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês. A média de desconto é de 83%, mas pode chegar a 96%, no caso de dívidas em cartão de crédito.

Quem tem débitos acima desse valor e abaixo de R$ 20 mil também poderá negociar. A diferença é que, para esse público, só haverá desconto no pagamento à vista.

Isso porque a prioridade da garantia do governo do Fundo de Garantia de Operações (FGO), que soma R$ 8 bilhões, é para o grupo que recebe até dois salários mínimos e poderá renegociar suas dívidas até o valor de R$ 5 mil.

Já as dívidas entre R$ 5 mil e R$ 20 mil poderão ser pagas, nessa fase do programa, na plataforma, à vista, com o desconto oferecido pelo credor.

Para ingressar na plataforma e poder renegociar as dívidas é preciso fazer o cadastro no site gov.br com contas prata ou ouro. Para isso, basta acessar a página da plataforma e seguir as coordenadas (veja como se cadastrar).

O governo realizou um leilão que contou com a participação de 654 empresas com dívidas a receber e alcançou R$ 126 bilhões em descontos ofertados, sendo R$ 59 bilhões para dívidas até R$ 5 mil e R$ 68 bilhões para dívidas entre R$ 5 mil e R$ 20 mil.

O volume financeiro que poderá ser renegociado, após descontos, é de R$ 25 bilhões, sendo R$ 13 bilhões para dívidas até RS 5.000 e R$ 12 bilhões para dívidas com valor entre R$ 5 mil e R$ 20 mil. Já o número de contratos de dívidas negociadas pode chegar a 60 milhões — 51 milhões para dívidas até R$ 5.000 e R$ 9 milhões para dívidas acima de R$ 5 mil.

Entenda o programa

O Desenrola Brasil, programa de renegociação de dívidas com descontos de até 96%, já soma R$ 15,8 bilhões em quantidade de recursos financeiros negociados nos três primeiros meses desde o lançamento anunciado pelo governo federal.

A primeira fase, que começou em 17 de julho, inclui dívidas de pessoas que recebem acima de dois salários mínimos até R$ 20 mil, referentes à Faixa 2, na qual os débitos bancários são negociados diretamente com a instituição financeira em condições especiais.

A Faixa 1 do programa é destinada a clientes com renda mensal de até dois salários mínimos ou inscritos no CadÚnico que tenham dívidas de até R$ 5.000. Essa nova fase começa nesta segunda-feira (9).

O programa vai até o fim deste ano. Ao todo, a expectativa é de criar condições especiais para facilitar as renegociações de aproximadamente 70 milhões de pessoas.

Anúncio