Novos aprovados receberão pagamento do auxílio emergencial em data diferenciada

Mais de cinco milhões de pessoas ainda aguardam a aprovação do benefício

Brasília – O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, confirmou, nesta quinta-feira (8), a aprovação de mais 200 mil beneficiários do auxílio emergencial 2021. O grupo, que é constituído por inscritos cujo status do benefício era “Em processamento“, vai receber a primeira parcela em uma nova data.

Auxilio-emergencial (Foto: Divulgação)

Novos aprovados terão data diferenciada de pagamento do auxílio emergencial. (Foto: Divulgação)

Guimarães afirmou que o governo federal, por meio da Dataprev, fez uma divisão em grupos conforme a data de aprovação do benefício e a do primeiro pagamento. Cerca de 40 milhões de pessoas compõem o primeiro grupo, que teve o cadastro aprovado em 02 de abril e começaram a receber a primeira parcela na última terça-feira (6).

“40 milhões de famílias foram aprovadas no primeiro grupo. Vários outros grupos estão sendo analisados. Normalmente se realiza essa aprovação em grupo. Hoje de manhã, mais de 200 mil famílias foram aprovadas”, disse o presidente da Caixa durante entrevista.

Ao todo, a nova rodada do auxílio emergencial deve beneficiar cerca de 45,6 milhões de brasileiros. Sendo assim, mais de cinco milhões de pessoas ainda aguardam a aprovação do benefício.

Novas datas

O governo federal ainda não deu uma previsão de quando os beneficiários que possuem dados em processamento receberão uma resposta definitiva. Os 200 mil novos aprovados, contudo, já tem data para receber a primeira parcela: dia 15 de abril.

“Vamos seguir o mesmo calendário que seguimos no ano passado, por mês de nascimento. Por isso será dia 15 de abril, porque vamos pagar os nascidos em maio (nessa data), mas, nesse caso, os nascidos em janeiro, fevereiro, março, abril ou maio, todos receberão o depósito na conta de poupança digital, e que todos já têm”, explicou Guimarães.

Vale destacar que não é possível fazer novas inscrições para receber o benefício neste ano. Assim, receberão as novas parcelas somente aqueles que se inscreveram no programa no ano passado e, após análise da Dataprev, foram considerados elegíveis conforme as novas regras do auxílio.

Neste ano, serão pagas mais quatro parcelas do auxílio emergencial, no valor de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, dependendo da composição familiar. Beneficiários que tiveram o benefício negado terão um prazo de 10 dias corridos, contados a partir de 2 de abril, para fazer a contestação.