Para ministro, BR-319 é prioridade da gestão

Ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas anunciou que nesta terça-feira (22) sairá o resultado da licitação para contratar a empresa responsável pelas obras de pavimentação da rodovia

São Paulo – O governo federal planeja ter contratado e já iniciar os serviços de pavimentação de toda a BR-319 (Manaus-Porto Velho) até 2022, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em evento online na manhã desta segunda-feira (21). O ministro anunciou que nesta terça-feira (22) sairá o resultado da licitação para a contratação da empresa responsável pelas obras de pavimentação do lote C da rodovia, no Amazonas. Serão pavimentados os primeiros 52 quilômetros, no trecho que vai do quilômetro 198 ao 250.

Serão pavimentados os primeiros 52 quilômetros, no trecho que vai do quilômetro 198 ao 250, segundo o ministro Tarcísio de Freitas (Foto: Marcello Casal Jr/AB)

“Não faz sentido ter uma capital com a pujança de Manaus não conectada com o restante do Brasil. Estamos falando do direito de ir e vir. A pavimentação da BR-319 é prioridade do governo Bolsonaro”, disse o ministro. A estimativa do ministro é que a pavimentação do lote C comece já no ano que vem, mas nada impede que algumas melhorias já sejam feitas nesse ano.

Outro trecho que falta ser pavimentado é entre o km 250 ao 655. “O trecho do meio é nosso grande desafio, é o passo seguinte”, afirmou. O ministro destacou que sua pasta está negociando a licença do trecho do meio da rodovia. “Ela (a licença) passou pela primeira checagem do Ibama. Vamos tentar fazer (a certificação) na maior velocidade possível para contratar a pavimentação do trecho do meio”, disse.

O evento contou também com a participação dos governadores dos Estados do Amazonas, Wilson Lima; de Roraima, Antonio Denarium; de Rondônia, Marcos Rocha; e do Acre, Gladson Cameli. Todos parabenizaram o governo federal pela iniciativa, que tende a reduzir custos para o transporte de bens na região.

A pavimentação da rodovia, que liga os Estados do Amazonas e Rondônia, vai facilitar a logística do transporte da produção agrícola da Região Norte. A rodovia também será um meio de transporte para a população, que depende de barcos ou transporte aéreo.

BR-174

Questionado pelos governadores, o ministro destacou que o governo já trabalha no projeto de recuperação da BR-174, que interliga os Estados brasileiros de Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Roraima à Venezuela.

“Contratamos uma manutenção estrutural. Temos recurso para as manutenções na suplementação a ser encaminhada ao Congresso que deverá dar entrada em breve. Temos orçamento de R$ 97 milhões para manutenção no ano que vem. Contamos com apoio das bancadas para eventualmente suplementar”, disse. O ministro destacou que amanhã irá se reunir com os coordenadores das bancadas do Norte para discutir o orçamento de 2021.

Anúncio