Pesquisa revela que brasileiro ainda vê o carro como um dos principais patrimônios da família

De todas os patrimônios que os brasileiros têm, o carro só perde para imóvel

Manaus –  A Serasa apresentou nesta quinta-feira (19), os resultados da pesquisa ‘A Relação do Brasileiro com o Automóvel’, e mostrou que os brasileiros ainda veem o carro como um dos principais patrimônios da família. A pesquisa foi elaborada pela empresa, em parceria com a Opinion Box. 

(Foto: Wilson Dias / ABr)

Cerca de 2.067 pessoas em todo o Brasil foram ouvidas e segundo o Serasa, 3 em cada 5 brasileiros usam o carro no seu dia a dia e revela que após a pandemia, houve um equilíbrio entre entre pessaos que aumentaram ou diminuíram o uso do carro em comparação com o período pré-pandemia. Dos entrevistados, 58% dos brasileiros dizem que vale a pena ter um carro para o dia a dia como um todo.

De acordo com o pesquisador da Opinion Box, Felipe Schepers, o mercado de automóvel no Brasil sempre foi muito relevante, mas que o País não tinham uma pesquisa dessas para saber como o brasileiro vive com o carro. “O carro é um patrimônio para a família. E muitas pessoas não tinham nem bens para garantia de financiamento durante a pandemia. Então o carro é a reserva.” disse Matheus Moura, diretor da Serasa. De todas os patrimônios que o brasileiro tem, o carro só perde para imóvel. 

Segundo os dados , 98% dos brasileiros utilizam seus carros ao menos uma vez por semana e revelam que 26% desses motorizados tem como principal motivo de uso, a locomoção para o trabalho ou local de estudo, 22% são para compras e tarefas do dia a dia e 20% para passeios do final de semana.

Para as pessoas que deixaram de usar o carro diariamente, a pesquisa revela que os principais motivos foram por conta da alta nos preços dos combustíveis (48%), seguido pelo home office (26%) e os trabalhos de forma híbrida (22%). 

Mesmo com os altos preços dos carros no Brasil, cerca de 39% dos brasileiro afirmam que compraram o carro a vista e 38% usaram o financiamento para comprar o carro, e 86% dos entrevistados pagam  todas as parcelas sem atraso.

Com esses dados o CEO da Zapay, Callebe Mendes, afirma que as compras dos carros semi-novos vão aumentar no Brasil. Segundo o CEO, o País é 5º lugar entre os países mais caros para se ter um carro. Mesmo com os dados, a pesquisa revela que 8 em cada 10 entrevistados pretendem trocar de carro e cerca de 65% e afirmam que o dinheiro do carro antigo será para comprar um carro. “Apesar de ser caro é meu, que vai muito na questão da segurança do brasileiros.” revelou o pesquisador, Felipe Schepers,.

Com as mudanças atuais, o brasileiro vê na alimentação como maior custo do que os gastos com carro, em seguida os gastos com contas básicas. Ainda de acordo com a pesquisa, cerca de 70% dos brasileiros já recorreram a algum produto financeiro para arcar com os custos não esperados com o carro, 56% são parcelados com o cartão de crédito.

Sobre o pagamento do IPVA 2022, um dos dados em destaque é que 38% brasileiros já estavam preparados para pagar as parcelas durante o ano dentro do seu orçamento e 9% não haviam se planejado para pagar e 2% não conseguiram quitar a taxa.

A empresa ainda revelou que a parceria com a startup Zapay estão sendo ofertadas taxas de crédito para parcelamentos de dívidas que muitas vezes é paga somente a vista. 

“A Zapay startup pode ajudar ao consumidor a pagar tarifas do carro. Fechamos parceiria com Detran do Brasil todo, ajudamos os motoristas a pagarem as tarifas como um todo. Cerca de 8 milhões de proprietários já passaram com as nossas plataformas para ajudar a pagar as dívidas com o carro como IPVA, multa. Tudo que a gente puder fazer para ajudar com essa ajuda financeira estamos aqui.” disse Callebe Mendes. 

Para acessar os dados da pesquisa ‘A Relação do Brasileiro com o Automóvel’, acesse o link.

Anúncio