PIM atinge melhor resultado do ano com 98 mil bicicletas produzidas

Mesmo com a falta de insumos e atendendo as medidas sanitárias de combate a covid-19, fabricantes do Polo Industrial de Manaus aceleram ritmo para contemplar a demanda

Manaus – As fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) registraram o melhor desempenho do ano pelo segundo mês consecutivo. De acordo com levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, em outubro foram produzidas 98.330 bicicletas. O volume é 10,2% superior ao registrado em setembro do presente ano (89.209 unidades) e 15,5% menor ante as 116.301 unidades produzidas no mesmo mês de 2019.

(Foto: Divulgação/Houston)

No acumulado de janeiro a outubro, a produção totalizou 562.224 unidades, correspondendo a uma retração de 31,4% na comparação com o mesmo período do ano passado (820.040 unidades).

“A falta de insumos é o nosso principal gargalo. Estamos enfrentando falta de alguns componentes como sistemas de freios e de transmissões, por exemplo, que impossibilitam dar conta da demanda”, afirma o vice-presidente do segmento de Bicicletas, Cyro Gazola. O executivo explica que muitos fornecedores globais de componentes não conseguem atender aos pedidos crescentes vindos de vários países.  “Isso tem gerado dificuldade na montagem e, consequentemente, a falta de alguns modelos no mercado”, afirma.

Gazola enfatiza que as empresas associadas à Abraciclo estão concentrando esforços para suprir o mercado o mais rápido possível, mas alerta que a normalização do abastecimento deverá acontecer apenas em meados de 2021.

Fonte: Associadas da Abraciclo

METAS REVISADAS

A forte reação da indústria de bicicletas desde o retorno das atividades fabris, no entanto, não será suficiente para o setor alcançar os patamares esperados para este ano no período pré-pandemia. Isso levou a Abraciclo a revisar recentemente suas projeções para 2020.

A produção estimada para este ano é de 736.000 mil bicicletas, o que representa uma queda de 20% na comparação com o resultado de 2019 (919.924 unidades). A estimativa anterior, apresentada em janeiro, no período anterior à crise da covid-19, era de 987.000 unidades.

Anúncio