Plantão da Anhanguera esclarece dúvidas sobre o Imposto de Renda 2019

Unidade do Sumaúma Park Shopping, no bairro Cidade Nova, atenderá o público no próximo dia 27. Taxa de inscrição equivale a 1kg de alimento não perecível

Manaus – Para orientar o cidadão que tem dúvidas sobre o preenchimento da declaração do Imposto de Renda (IR), a Anhanguera Educacional, unidade situada no Sumaúma Park Shopping, bairro Cidade Nova, zona norte da capital, oferecerá, no dia 27 de abril, um plantão de atendimento ao público em geral. A iniciativa será conduzida por alunos do curso de Ciências Contábeis, sob supervisão do tutor dos cursos de Ciências Contábeis, Administração e Economia, Nixon Martins Leite.

O evento será realizado das 10h às 14h30 e a taxa de inscrição equivale a 1kg de alimento não perecível. O prazo para os contribuintes ‘acertarem as contas com o Leão’ termina no próximo dia 30.

Imposto de Renda: Anhanguera oferecerá, no próximo dia 27, um plantão de atendimento ao público em geral (Foto: Agência Brasil)

De acordo com o especialista da instituição, o serviço tem importância fundamental para a comunidade. “A ideia é, além de dar todas as orientações às pessoas que comparecerem no dia, também ajudar a fazer a declaração”, afirmou Nixon, ressaltando que é fundamental estar atento a todos os rendimentos obtidos no ano anterior para evitar a malha fina.

Para participar do plantão, basta comparecer à sede da unidade, no dia 27, munido da Declaração de Imposto de Renda do ano anterior (em pen drive ou impressa), o informe de rendimentos de 2018, documentos pessoais (RG, CPF e Título de Eleitor) e os comprovantes de despesas do titular e de seus dependentes, além de comprovante de endereço.

Obrigatoriedade

Neste ano, o contribuinte tem duas alternativas para fazer a Declaração: por meio do Programa Gerador de Declaração (PGD) IRPF 2019, disponível no site da Receita Federal; e pelo aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’, disponível para tablets e smartphones.

Quem não cumprir, fica sujeito à multa e a restrições no Cadastro de Pessoa Física (CPF), o que pode dificultar a compra e a venda de imóveis, o requerimento de passaporte e até o ingresso em universidades. A apresentação da Declaração em 2019 é obrigatória para contribuintes que, durante o ano de 2018, se enquadraram nas seguintes situações:

• Receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70, ou seja, trabalhadores, aposentados ou pensionistas com renda mensal superior a R$1.903,98;
• Tiveram rendimentos não-tributáveis acima de R$ 40.000,00;
• Trabalhadores do campo que tiveram rendimento anual bruto de renda rural superior a R$ 128.308,50;
• Investiram qualquer quantia em bolsa de valores, mercado de capitais ou similares;
• Proprietários de imóvel ou terreno com valor superior a R$ 300.000,00;
• Optaram pela isenção de imposto de renda sobre o valor da venda de imóveis, desde que tal valor tenha sido utilizado para a compra de outro imóvel em território nacional no prazo de 180 dias.