Polo de bicicletas do PIM tem melhor mês em dez anos

Com mais de 116 mil bicicletas produzidas, a Abraciclo registra o melhor agosto nesta década e a tendência é que o ritmo das fabricantes continue acelerado nos próximos meses

Manaus – As fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram 116,5 mil unidades em agosto, o melhor resultado do mês nesta década. De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o resultado representa uma alta de 19,2% em relação ao mesmo mês do ano passado (97,7 mil unidades) e de 36,9% na comparação com julho do presente ano (85,1 mil unidades).

Aumento do uso da bicicleta para transporte e saúde aquece o setor (Foto: Divulgação)

No acumulado dos oito meses, a produção somou 592,8 mil unidades, correspondendo a uma alta de 19,3% na comparação com mesmo período de 2018 (496,8 mil unidades).

Na análise de Cyro Gazola, vice-presidente do Segmento de Bicicletas da Abraciclo, o aumento do uso das bicicletas, tanto como meio de mobilidade nos centros urbanos como para práticas esportivas, mantém o setor aquecido. “Para atender a esse consumidor, as fabricantes nacionais oferecem modelos com maior valor agregado a preços mais acessíveis”, comenta. O executivo ainda destaca que a produção tende a crescer nos próximos meses com a chegada de datas comemorativas como o Dia das Crianças, Black Friday e Natal, que costumam estimular as vendas desse produto.

Em agosto, a categoria mais produzida foi a Urbana, com 56,2 mil unidades, representando uma alta de 32,2% na comparação ao mesmo mês do ano passado (42,5 mil unidades) e de 60,7% em relação a julho do presente ano (35 mil unidades). Em segundo lugar, ficou a Mountain Bike (MTB), com 43,8 mil unidades, volume 37,6% superior em relação a agosto de 2018 (31,8 mil unidades) e 34,3% maior ante julho do presente ano (32,6 mil unidades).

Na sequência, veio a categoria Infanto-Juvenil, com 15.302 unidades, queda de 32,4% em relação a agosto do ano passado (22.626 unidades) e de 5,4% na comparação com o mês anterior (16.168 unidades). Depois, ficou a Estrada, com 1.052 unidades, um crescimento de 49,2%.