Produção agrícola de Manaquiri impulsiona comércio no Médio Amazonas

O município é o maior produtor estadual de batata doce em várzea, com 300 famílias envolvidas produzindo cerca de 2 mil toneladas por ano

Manaus – A Feira Manaquiriense de Produtos Regionais (Femapre) é um dos grandes responsáveis por fazer a economia girar e aumentar o lucro dos comerciantes locais, não apenas na sede do município, localizado a 60 quilômetro de Manaus, como também em municípios e comunidades ao redor.

A informação faz parte de um estudo conduzido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), apresentado ao prefeito do município, Jair Souto, em trabalho que vai conduzir a expansão do primeiro setor em Manaquiri.

Com dois anos de existência, a feira é realizada sempre às sextas-feiras na Quadra Poliesportiva Francisco Nelson de Oliveira. Dados da Prefeitura de Manaquiri mostram que atualmente existem aproximadamente 300 expositores inscritos, mas a média fica em 120, por edição. São empreendedores de confecções, artesanato, pesca, serviços em geral e agropecuária, que representa 69% da ocupação da feira.

Segundo a pesquisa do Sebrae, 86% dos entrevistados afirmaram que o faturamento das empresas da cidade aumentam nos dias da feira; 23% afirmaram que o faturamento das empresas chega a R$ 1.500, às sextas-feiras; enquanto que 29% disseram que o lucro chega a R$ 500. Com isso, o comércio é o grande beneficiado pela Femapre.

A Feira Manaquiriense de Produtos Regionais tem movimentado a economia do município (Foto: Divulgação)

Os números ainda mostram que os produtores estão aumentando a renda. Do universo de 39 questionados pelo Sebrae, 30 produtores rurais e empreendedores pesquisados tiveram aumento no seu faturamento em cerca de 134%.

Manaquiri é o maior produtor estadual de batata doce em várzea, com 300 famílias envolvidas produzindo cerca de 2 mil toneladas por ano. O município também é um grande produtor de abóbora, melancia e mandioca. O cultivo da mandioca não é o mais expressivo em termos de produção e comercialização, mas é o que tem uma quantidade maior de agricultores familiares, com quase 5 mil famílias envolvidas.

Expansão

De acordo com o prefeito Jair Souto, com números positivos expostos pelo Sebrae, já é possível pensar na expansão da feira. Isso porque, além de impulsionar o comércio local, os produtos comprados em Manaquiri também são vendidos em outros municípios ao redor.

“Podemos começar a organizar edições extras durante o mês, quem sabe uma feira especial sempre que sair o pagamento dos servidores. Pode impulsionar anda mais o comércio. Temos conhecimento de comerciantes e atravessadores de outras cidades que vêm a Manaquiri comprar e revender. Estamos movimentando até os demais municípios na calha do Amazonas, como o Careiro Castanho”, aponta Jair Souto.