Produção do PIM tem crescimento de 7,1%

O crescimento do Amazonas, sobre fevereiro de 2018 foi o quinto maior do País, superando Goiás (5,7%), São Paulo (5,3%), Santa Catarina (3,5%), Bahia (2,5%) e Pernambuco (2,2%)

Manaus – O desempenho da indústria amazonense no mês de fevereiro de 2019 apresentou crescimento de de 7,1% , em relação a fevereiro do ano passado. Já em comparação com o janeiro, o crescimento da produção do Polo Industrial de Manaus (PIM) foi de 1,5%. Os dados foram divulgados, nesta terça-feira (9), pelo Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE).

Porém, o acumulado do ano em comparação com o mesmo período do ano anterior ainda mostra valor negativo (-2,2%); muito por conta do resultado negativo de janeiro (-9,9%).O acumulado nos últimos doze meses ficou em 0,7%.

Os números da indústria amazonense em fevereiro foram influenciados pela composição dos resultados positivos e negativos de algumas atividades industriais (Foto: Sandro Pereira/Arquivo)

Como mostrado nas tabelas abaixo, os resultados positivos das variações relativos ao mês de fevereiro colocaram a indústria amazonense na 5ª posição do ranking entre as 14 unidades da federação pesquisadas, em ambas variações; com resultado acima da média nacional.

Os números da indústria amazonense em fevereiro foram influenciados pela composição dos resultados positivos e negativos de algumas atividades industriais. Por exemplo, aquelas atividades que apresentaram resultados negativos foram: impressão reprodução e gravações – discos fonográficos (-49,3%); fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos – disjuntores, alarmes, conversores e baterias (-16,0%);fabricação de máquinas e equipamentos – ar condicionados split e central (-7,9%) e fabricação de produtos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-5,8%). Aquelas atividades que apresentaram resultados positivos foram: a fabricação de outros equipamentos de transporte – peças para motocicletas e motocicletas (22,4%); a fabricação de bebidas (19,5%); Fabricação de produtos de metal – aparelhos de barbear, tampas, estruturas de ferro (17,1%); fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (15,3%).

Ranking

O crescimento do Amazonas, sobre fevereiro de 2018, foi o quinto maior do País,superando Goiás (5,7%), São Paulo (5,3%), Santa Catarina (3,5%), Bahia (2,5%) e Pernambuco (2,2%). Os campões foram os Estados do Pará (12,7%), Paraná (10,8%), Ceará (8,2%) e Rio Grande do Sul (7,2%).
Mato Grosso (0,0%) e Região Nordeste (0,0%) registraram estabilidade, enquanto houve perdas no Espírito Santo (-11,7%), Rio de Janeiro (-0,8%) e Minas Gerais (-0,8%).

Na média global, a indústria nacional cresceu 2,0% em fevereiro deste ano em relação a fevereiro do ano passado.

Anúncio