Programa Centelha apoia ideias inovadoras para novos negócios no Amazonas

Inscrições seguem abertas até o dia 29 de outubro

Manaus – Com inscrições abertas até o dia 29 de outubro, o Programa Centelha, desenvolvido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), em parceria com a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), tem como objetivo apoiar ideias inovadoras para transformá-las em negócios de sucesso.

A equipe da Fapeam visitou unidades do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), para esclarecer dúvidas e também realizar a inscrição de pessoas interessadas em submeter ideias inovadoras (Foto: Divulgação/Fapeam)

A equipe que atua no Programa tem visitado diversas instituições de ensino e pesquisa para incentivar as pessoas a acreditarem no seu potencial e submeterem propostas ao programa, que estimula o empreendedorismo inovador no estado. As visitas têm a finalidade de divulgar para alunos, professores e empreendedores o programa.

De 8 a 11 outubro, a equipe da Fapeam visitou unidades do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) – Padre Estélio Dálison e Centro Cultural Thiago de Mello, a Universidade Nilton Lins e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-AM). As atividades são para apresentar de perto o Programa Centelha, esclarecer dúvidas e também realizar a inscrição de pessoas interessadas em submeter ideias inovadoras.

Durante as apresentações, a coordenadora em exercício do Programa pela Fapeam, Liliane Valente, destacou que as propostas podem receber até R$ 65 mil para permitir aos novos empreendedores iniciar um novo negócio. O investimento é por meio de subvenção econômica, ou seja, recurso não reembolsável, para apoiar até 28 projetos de inovação apenas no Amazonas. “Um dos critérios usados para o desempate é a data mais antiga de submissão da proposta. Portanto, é muito importante que as pessoas submetam logo as suas ideias ao programa”, enfatizou.

Para a pró-reitora de pesquisa e pós-graduação da Universidade Nilton Lins, Cleuciliz Santana, Manaus já é considerada uma das cidades inovadoras e o programa vem para identificar as ideias inovadoras que poderão beneficiar diretamente a sociedade. “Acredito que é uma oportunidade para as pessoas criativas do Amazonas tirarem ideias do papel e colocarem em prática”, disse.

A diretora do Cetam Padre Estélio Dálison, Arlene Bomfim, disse que o Programa Centelha Amazonas é extremamente importante e que a instituição apoia com a realização de ações para que os alunos tenham acesso a essas informações. “Queremos que os alunos se sintam motivados a inscreverem suas ideias ao Programa”, contou.

Segundo o analista técnico do Sebrae-AM, Denys Cruz, o Programa atende um número grande de pessoas dentro do mercado de empreendedorismo, no sentindo de buscar focar não apenas em empresas tradicionais, mas em pessoas físicas que têm inúmeras ideias e precisam desse fomento inicial. “O centelha traz o acesso a recursos e fomento. Tenho certeza que várias ideias serão submetidas do Amazonas”, disse.

A estudante do curso técnico em Nutrição Dietética, Jéssica Amanda Marques, que assistiu a palestra realizada no Cetam, disse que já sabia do Programa Centelha, mas que a palestra trouxe a possibilidade de esclarecer dúvidas. “Achei a proposta do programa interessante, é algo inovador. E pretendo submeter mais de uma ideia ao Centelha Amazonas”, contou.

Para Mônica Brasil, que também estuda no mesmo curso, o programa é uma oportunidade, principalmente para quem quer empreender em tempos de crise financeira, mas que precisa do primeiro impulso para levar a ideia adiante. “Trazer esse apoio para a fase de ideias é algo realmente que pode despertar o potencial para o desenvolvimento do estado em várias áreas”, pontuou.

Inscrição

A inscrição de ideia inovadora é gratuita e pode ser feita por meio do site www.programacentelha.com.br. Podem participar pessoas físicas, vinculadas ou não a empresas com até 12 meses de existência anteriores à data de publicação do edital, e com faturamento bruto anual de até R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais), sediadas no Amazonas.