Sebrae promove capacitação de 600 microempreendedores no AM

Criado em 2017, o ‘Programa Salto’ foi realizado em nove cidades de Santa Catarina. Em 2020, o municípios de Tefé e Itacoatiara foram os primeiros da Região Norte a participar

Manaus  – O programa de aceleração para microempreendedores individuais (MEIs) – o ‘Salto: Aceleradora de MEIs’ – chega a Manaus com mais de 600 inscritos. Realizada pelo Sebrae Amazonas e Impact Hub Manaus, a iniciativa identifica Microempreendedores individuais (MEIs) interessados em acelerar o crescimento e focar na estruturação dos negócios.

O programa, que tem parceria do ICBEU Manaus e da Associação de Trabalhadores de Comércio Informal do Estado do Amazonas (Avacin), oferece mentoria de profissionais e especialistas de mercado, além de oficinas e laboratórios de prática. O ‘Salto’ acontecerá entre os dias 23 de novembro e 19 de dezembro, nas galerias populares Phelippe Daou (zona leste), Espírito Santo e Remédios (centro), e sedes do ICBEU (centro) e Impact Hub Manaus (zona centro-sul).

O evento oferece mentoria de profissionais e especialistas de mercado (Foto: Divulgação/Sebrae)

Criado em 2017, o ‘Programa Salto’ foi realizado em nove cidades de Santa Catarina. Em 2020, o municípios de Tefé e Itacoatiara foram os primeiros da Região Norte a receber a aceleradora, que contou com a participação de 290 amazonenses. Durante o programa, os participantes terão acesso a conteúdo sobre autoconhecimento; produto, clientes e mercado; finanças; modelos de negócios, além de marketing e vendas.

“Trazemos aos microempreendedores individuais de Manaus um atendimento personalizado, contemporâneo, visando crescimento e melhoria efetiva de suas condições práticas”, explica a diretora técnica do Sebrae Amazonas, Adrianne Antony Gonçalves.

“O verdadeiro empreendedor cresce na adversidade. Acreditamos nessa força e nos unimos a parceiros estratégicos com o mesmo sentido, trabalhando em uníssono para impactar positivamente a economia circulante de nossa capital. Cremos que os resultados desse trabalho serão duradouros”, complementa.

A co-fundadora do Impact Hub Manaus, Juliana Teles, acredita que o programa é uma oportunidade para que os microempreendedores analisem e planejem como administrar o crescimento dos negócios em 2021.

“Por conta da pandemia tivemos um ano difícil para os negócios e com o ‘Salto’ o MEI tem a oportunidade de encerrar o ano olhando para dentro e identificando o que ele pode ajustar e melhorar”, destaca.

Em Manaus, o programa terá duração de quatro semanas, nos períodos da manhã, tarde e noite, e frequência de presença de duas vezes por semana. O participante deverá concluir pelo menos 70% dos conteúdos para receber o certificado de conclusão.

Anúncio