Sebrae realiza primeira edição da ‘3D Amazonas Printing’

Mais de 50 pessoas participaram de workshops, exposições e oficinas sobre impressão 3D

Manaus – Nesta segunda feira (16), acontece o primeiro ‘3D Amazonas Printing’, no SebraeLab, localizado na sede do Sebrae AM, avenida Leonardo Malcher, 1924, Centro. O evento tem como objetivo divulgar e fomentar a manufatura aditiva, ou seja, a impressão digital. Mais de 50 pessoas participaram de workshops, exposições e oficinas que foram disponibilizadas, gratuitamente, para o público.

A programação iniciou com exposições que mostraram a tecnologia de impressões em 3D (Foto: Divulgação/SebraeLab)

Os participantes do evento puderam entender ainda mais sobre como funcionam as impressoras 3D, trocar experiências e aprimorar os conhecimentos na área de inovação e impressão digital.

No mercado há três anos, a Creaturae, líder no mercado em impressão digital em Manaus, mostrou um projeto de esculturas famosas em formato 3D, como o nome ”Creaturae Louvre”, o exemplar  possui mais de 100 esculturas em 3D feitas por uma impressora. O diretor Alexandre Damasceno afirma que o diferencial da empresa é a impressão, pois são utilizadas fitas térmicas na hora da produção, fazendo a qualidade do produto ser melhor e o trabalho do ”bico”, como é chamado uma espécie de caneta que faz os desenhos, ser mais maleável.

Os alunos do Senai levaram para a exposição uma impressora que é comandada pelo programa CURA, e explicaram para os interessados sobre o funcionamento de uma impressora. Tony Batista, 26, responsável pela empresa Quick Print, fabricou uma impressora que alcança 400 milímetros, chamando a atenção de diversas pessoas pela rapidez na hora da produção. O diferencial da Quick Print foi o modo como trabalharam com dois filamentos, tornando o produto colorido.

As esculturas levadas pela Infodrone também chamaram a atenção do público presente, com detalhes diferenciados e uma produção de mais de 10 horas, a impressora era a maior na exposição e com trabalhos mais elaborados. Porém, o que mais cativou os participantes foram os mini robôs OTTO da ControlBot. Os robô makers produzidos são utilizados para uso educacional nas escolas e faculdades, auxiliando no aprendizado de linguagens digitais. Segundo Cleanne Ferreira, 23, os materiais para a construção dos robôs são de fácil acesso, podendo utilizar filamento, MDF e também personalizar com latas de leite, entre outros produtos.

Para Denys Cruz, responsável pelo SebraeLab, o primeiro encontro impulsiona o mercado de impressoras 3D em Manaus, além de divulgar para aqueles que ainda não conheciam.

O diretor da Makers Manaus, Carlos Júnior, disse que o evento ajudou as pessoas a fazerem as suas próprias peças digitais, através da impressora 3D. “Este é o primeiro evento do gênero e assistiremos um crescimento acelerado, a partir desta inciativa, porque a modernidade nos leva a este tipo de ação”, comentou.

Já para aqueles que são apaixonados pela cultura 3D, como é o caso do Chagas Batista, 42, um dos participantes do workshop e oficina, que produz o próprio produto, o mundo das impressoras digitais 3D só tende a crescer. O evento foi promovido pelo SebraeLab e Makers Manaus.

Anúncio