Sem recadastramento, mais de 500 aposentados saem da folha de pagamento da Amazonprev

Conforme a Lei Complementar Estadual 30/2001, enquanto não houver a regularização cadastral, os salários devem permanecer sustados

Manaus – De janeiro a abril, pelo menos 500 aposentados e pensionistas estão sem receber seus benefícios por falta de recadastramento junto ao Fundo Previdenciário do Amazonas (Amazonprev). O número de vencimentos deixados de ser repassados corresponde a 7,85% do total de beneficiários que fizeram aniversário nos quatro primeiros meses do ano.

Segurados devem atualizar registro para garantir regularização de benefício (Foto: Maria Clara Loureiro/Divulgação/Amazonprev)

Só de abril, são 431 segurados pendentes de recadastramento. Conforme a Lei Complementar Estadual 30/2001, enquanto não houver a regularização cadastral, os salários devem permanecer sustados. “Alertamos todos os meses os nossos aposentados sobre a importância da manutenção de seus registros atualizados, para não haver descontinuidade nos pagamentos”, ponderou o presidente da Amazonprev, André Luiz Zogahib.

Para garantir a manutenção dos salários em dia, o segurado deve comparecer na sede da Fundação, na Avenida Visconde de Porto Alegre, nº 486, Centro, portando RG, CPF e comprovante de residência atualizados. O processo é rápido e pode ser realizado de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 13h30. No ato do recadastramento é emitido um comprovante que garante ao beneficiário a regularização de seus recebíveis.

Aos aposentados e pensionistas com aniversários em maio, a Amazonprev alerta que esse público tem até o próximo dia 31 para a entrega de documentação para efeitos de quitação de recadastramento no órgão. Depois desse período, os benefícios também serão suspensos. Nesse mês, do total de 2.560 segurados, apenas 646 se recadastraram até essa segunda-feira (13). 

Guia rápido

Quem é obrigado a recadastrar?

Conforme estabelecido em lei (LC 30/01), a prova de vida é obrigatória para todos os beneficiários da Amazonprev, sob pena de suspensão de pagamento no caso da não realização do procedimento.

Onde fazer a comprovação?

Para os residentes em Manaus, diretamente na Amazonprev, e no interior, nas sedes da Seduc. Quem mora fora do Estado deve seguir as orientações no portal da Fundação.

O que levar?

Carteira de identidade, CPF e comprovante de residência atualizados.