Seminário discute turismo em Manaus

A Prefeitura de Manaus destacou a revitalização do Centro Histórico de Manaus, como ampliação e requalificação do Les Artistes Café Teatro, Museu do Porto e Casarão São Vicente

Manaus – As políticas de promoção turística, bem como os projetos de infraestrutura turística para a cidade de Manaus foram o tema da apresentação ‘Manaus: cultura, eventos e potencialidades turísticas’, promovida pela Prefeitura de Manaus na tarde desta terça-feira (9), durante o seminário ‘O Turismo como vetor de desenvolvimento na Amazônia’. O evento, realizado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), em sua sede, no Distrito Industrial, zona sul da capital, contou com a presença do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, durante a abertura, ocorrida, na última segunda-feira (8).

Em destaque, estiveram os projetos de revitalização do Centro Histórico de Manaus, como ampliação e requalificação do Les Artistes Café Teatro, Museu do Porto e Casarão São Vicente, que estão em fase de captação de recursos, bem como a construção do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) no Complexo Turístico Ponta Negra, a reforma da Biblioteca Municipal João Bosco Pantoja Evangelista e o prédio do antigo Cabaré Chinelo, que integravam o PAC Cidades Históricas e que agora passarão a ser executados com recursos próprios da Prefeitura de Manaus.

Obras no Centro foram detalhadas no Seminário, na sede da Suframa (Foto: Leonardo Leão/Manauscult)

O diretor-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, ressaltou a importância dada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto à promoção turística da cidade de Manaus, que também conta com a divulgação do destino Manaus nas principais feiras do trade turístico, a exemplo da promoção ocorrida na Internationale Tourismus-Börse (ITB) China, Berlim e Fortaleza (CE), e nas World Travel Market (WTM) de Londres e WTM São Paulo (América Latina), além das feiras realizadas na Argentina, Cannes, Roma e Las Vegas.

Amazonas

Os gargalos e as oportunidades de crescimento do turismo do Estado foram apresentados conjuntamente pela diretora-presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Rosilene Medeiros.

Medeiros destacou a capacidade do turismo de impulsionar a economia agregando valor aos mais variados segmentos, bem como o fato de o Amazonas possuir mais de 97% de sua floresta conservada. Ela citou também as linhas de ação da Amazonastur, entre elas a reestruturação do Fórum Estadual de Turismo, a elaboração do Plano Estadual de Turismo do Amazonas, com ações válidas até 2030, e a adequação da Lei Estadual de Turismo.