Setor de serviços no AM cresce 1% em abril, aponta pesquisa do IBGE

Resultado reflete a comparação com abril do ano passado, enquanto que na comparação com os resultados de março, houve leve recuo de 0,5%, segundo pesquisa do IBGE

Manaus – A Pesquisa Mensal de Serviços, no Amazonas, levantada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou queda de 0,5% no volume de serviços em abril, se comparado com março. Já comparado com o mesmo mês de 2017, o crescimento foi de 1,8%. O acumulado de 2018 registrou 0,3% de crescimento em relação ao mesmo período do ano passado.

O acumulado de 2018 registrou 0,3% de alta em relação a 2017. (Foto: Reinaldo Okita 22/05/13)

No agregado dos últimos 12 meses, o volume de serviços do Estado do Amazonas registrou, em abril de 2018, aumento de 2,2%, em comparação aos 12 meses imediatamente anteriores.

O setor de serviços do Estado do Amazonas apresentou, no mês de abril de 2018, queda de 1,2% na receita nominal frente a março de 2018, na série com ajuste sazonal, após ter registrado crescimento de 2,2% em março de 2018.

Quando se compara a receita nominal do mês atual com o mesmo mês do ano anterior, o setor registrou, em abril de 2018, crescimento de 6,8%, após também ter registrado crescimento de 4,9%, em março de 2018.

No valor acumulado do ano, segundo a pesquisa, a receita nominal registrou, em abril de 2018, um crescimento de 2,7%, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

No agregado dos últimos 12 meses, a receita nominal no Estado do Amazonas registrou crescimento de 6,5%, em março de 2018, em comparação aos 12 meses imediatamente anteriores.

Em nível nacional, o volume de receitas do setor de serviços avançou 1,0% em abril na comparação com março. A alta de abril representa o melhor resultado do setor de serviços desde novembro de 2017, quando registrou +1,0%. Na comparação com abril de 2017, as receitas de serviços teve alta de 2,2%, a maior desde março de 2015. E com o resultado divulgado pelo IBGE, impulsionado pelo avanço do grupo transportes (+4,4%), o volume de receitas das atividades envolvidas na pesquisa registrou seu melhor resultado para meses de abril desde 2013 (+7,9%).

Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), ainda não é possível confirmar o início do processo de recuperação do nível de atividade nos serviços. Nos quatro primeiros meses do ano, o setor acumulou retração de 0,6% ante o mesmo período de 2017, queda inferior àquela dos três últimos anos.

Anúncio