Sob sol forte, ambulantes aproveitam para ‘faturar’ durante desfile militar

Vendedores aproveitaram a oportunidade para tentar uma renda extra no entorno do Sambódromo. Água, salada de frutas, picolé ou ‘dindin’ eram os produtos mais procurados

Manaus – Em dias de eventos, o entorno do Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo) vira um grande comércio a céu aberto. Isso porque os ambulantes aproveitam a oportunidade para tentar uma renda extra. Com o desfile militar em homenagem ao dia da Independência do Brasil, que este ano voltou ao Sambódromo, não foi diferente.

Não era difícil encontrar carrinhos com ambulantes vendendo água, salada de frutas, picolé ou ‘dindin’. O técnico de enfermagem do trabalho Ismael Oliveira da Silva, 52, foi um dos que aproveitaram a oportunidade para tentar ganhar um dinheiro a mais para o final de semana. Indo para o entorno do Sambódromo desde a última quarta-feira (5), ele foi vender os dindins feitos pela esposa, junto com o filho. Mas ele afirmou que para vender o produto depende do clima. “Ontem (quinta-feira, 6), como choveu, eu nem vim. Hoje como o sol tá assim, forte, a venda já foi bem melhor. Deu para tirar um dinheirinho”, disse.

O técnico de enfermagem do trabalho Ismael Oliveira da Silva, 52, foi vender os dindins feitos pela esposa, junto com o filho. (Foto: Édria Caroline/Divulgação)

O autônomo Cristiano Santos, 32, também aproveitou a oportunidade. Ele, que chegou às 5h da manhã na Avenida Pedro Teixeira, explicou que colocar a sua banca de café no local valeu a pena. “Eu ainda não contei, mas eu devo ter conseguido ganhar em torno de R$ 700 aqui. Deu para tirar o dinheiro para ir para a cachoeira (em Presidente Figueiredo) e aproveitar o restante do feriado com a família”, afirmou o autônomo.

Trânsito liberado

As ruas que dão acesso ao Sambódromo, interditadas desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (7), começaram a ser liberadas pelos agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) desde as 10h30.

Anúncio