Superintendência da Suframa aposta em crescimento econômico para 2020

Para Alfredo Menezes, o crescimento latente da economia do País em 2019 terá reflexos no PIM, durante o próximo ano

Manaus – O superintendente da Zona Franca de Manaus (Suframa), Alfredo Menezes, apresentou um balanço sobre as ações promovidas pela autarquia no ano de 2019, na manhã desta quinta-feira (26), além de falar também sobre os planos para 2020.

Para Alfredo Menezes, neste ano houve um crescimento latente na economia do País. Segundo ele, somente no mês de novembro, foram gerados mais de 1 milhão de empregos.

“As expectativas dos mais otimistas eram em torno de 50 a 60 mil empregos. Nós, o governo como um todo, geramos 99 mil empregos. Ou seja, o dobro das expectativas das pessoas que estavam criando esse cenário. Isso é sinal de que as coisas estão indo muito bem. Ultrapassamos mais de 115 mil pontos na bolsa, a reforma da previdência concluída, a perspectiva fechando o ano com 1.1 de percentual para crescimento do PIB, e a projeção para o ano que vem de 3%”, disse.

Alfredo Menezes, superintendente da Suframa, apresentou um balanço sobre as ações promovidas pela autarquia durante 2019, na manhã desta quinta-feira (26) (Foto: Thiago Modesto/Divulgação)

Para a nossa região, Menezes afirmou que esses números indicam que 2020 será um ano de constante crescimento, combinado aos investimentos aprovados nas reuniões do Conselho de Administração da Suframa (CAS), que somam US$ 1,1 bilhão em 144 projetos.

De acordo com Menezes, em 2020 a autarquia pretende dar continuidade ao plano de trabalho que já está sendo executado, para que o crescimento dentro contexto econômico seja continuado.

“Nós estamos mapeando os investimentos que as empresas estão fazendo, com relação à geração de empregos. O que eu tenho de novidade é uma campanha publicitária que vai entrar na nossa região e no restante do Brasil, com o objetivo de difundir a importância do Polo Industrial, para nossa região e para o nosso País”, afirmou.

Faturamento

No Polo Industrial de Manaus (PIM), até o mês de setembro deste ano, foi registrado um faturamento de R$ 73,9 bilhões, o que representa um acréscimo de 8,1% em moeda nacional e variação neutra em dólar.

Os segmentos com maior percentual de crescimento no período de janeiro a setembro, quando comparados ao mesmo período de 2018, foram o têxtil, com crescimento de 77,17% e faturamento de R$ 126,54 milhões; metalúrgico, com crescimento de 39,58% e faturamento de R$ 5,88 bilhões; e ótico, com crescimento de 28% e faturamento de R$ 333,33 milhões.

De janeiro a setembro de 2019, os dois maiores segmentos do PIM, eletrônicos e bens de informática, faturaram 19,86 bilhões e R$ 16,20 milhões, respectivamente. A média mensal de empregos no ano, até setembro, ficou em 86.412.