Trabalho temporário deve gerar 220 mil vagas até o fim do ano

Segundo a associação do setor, 2020 deve fechar com a soma de mais de 1,9 milhão de contratações temporárias mesmo em meio à pandemia da Covid-19

Rio de Janeiro – A pandemia do novo coronavírus causou um grande impacto na economia e levou muitos trabalhadores ao desemprego. Por outro lado, o trabalho temporário tem se mostrado uma boa oportunidade tanto para as empresas quanto para quem procura emprego.

O ano de 2020 deve fechar com a soma de mais de 1,9 milhão de contratações temporárias, segundo a Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário). Desse total, mais de 220 mil devem ser efetivadas entre novembro e dezembro.

A indústria metalúrgica foi um dos setores que aqueceram as contratações (Foto: Reprodução/Pixabay)

Só em setembro e outubro foram geradas 351.600 vagas temporárias, o que representa mais de 77 mil trabalhadores em atividade. Nesse período, 22% dos trabalhadores contratados foram efeti  Ainda segundo a associação, 18% dos contratos temporários foram prorrogados na indústria por mais 30 dias, passando de três para quatro meses.vados.

Ainda segundo a associação, 18% dos contratos temporários foram prorrogados na indústria por mais 30 dias, passando de três para quatro meses. Para Abreu, a facilidade é o principal fator que tem impulsionado às efetivações.

“Muitas empresas estão com seus quadros de pessoal reduzidos e enxergam na modalidade temporária uma excelente alternativa para atender suas demandas. E, quando esse temporário presta um bom trabalho, a empresa vê uma facilidade em sua efetivação, já que este está alinhado com sua função e as diretrizes da empresa”, diz o presidente.

Leia mais: Guedes prevê perda de 300 mil vagas de trabalho em 2020

Parte das efetivações, conta Abreu, é proveniente das contratações temporárias ocorridas no mês de agosto, as quais foram puxadas para atender demanda complementar de trabalho em áreas como alimentos, farmacêutica, embalagens, metalúrgica, mineração, automobilística, agronegócio e óleo e gás.

“O Trabalho Temporário vem cumprindo seu papel como uma importante solução para a sobrevivência das empresas e o combate ao desemprego, ao ser utilizado para substituição transitória e para demanda complementar de trabalho de forma rápida, eficaz e segura neste momento de incertezas, enquanto garante renda formal para milhares de famílias brasileiras”, comenta Abreu.

O presidente da associação frisou que as boas oportunidades existem e o trabalhador deve ir atrás delas.