Vendas da Black Friday 2020 vão ajudar a recuperar as perdas causadas pela pandemia

Muitos casais esperam essa data para garantir o anel de noivado e as roupas do casamento

Manaus – A Black Friday 2020 é uma das datas mais esperadas pelos consumidores. Os comerciantes e donos de lojas virtuais esperam recordes de vendas na promoção deste ano. A data oficial da Black Friday é 27 de novembro, mas desde o início do mês há várias opções de compra em condições especiais. Muitos casais esperam essa data para garantir o anel de noivado e as roupas do casamento.

No site das Lojas Rubi, por exemplo, que é especializada em alianças, anéis de formatura e de compromisso, o consumidor tem a opção de parcelar as compras em até 12 vezes sem juros.

A loja tem ainda opção de pagamento por boleto bancário. Todos os produtos da loja são certificados. A loja tem 20 anos de experiência na gravação artesanal, o que dá um toque ainda mais personalizado no anel de noivado ou na aliança.

(Foto: Divulgação)

Mas se você já comprou a anel de noivado, pode aproveitar a promoção para fazer uma viagem para um destino romântico aproveitando as promoções da Black Friday 2020.

Você pode aproveitar as promoções da Black Friday para comprar os presentes de Natal. Pode ainda dar uma joia de presente para a pessoa que você ama ou um anel de compromisso.

Não deixe de fazer um cadastro no site da loja que pretende comprar. Esse cadastro garante que você receba todas as promoções que a loja ou empresa lançar antes e depois da Black Friday. Em 2020 a tendência é de que o comércio virtual tenha uma participação maior nos resultados da Black Friday. Muitas pessoas estão preferindo fazer as compras pela internet para evitar aglomerações.

 As promoções da Black Friday deste ano devem ser estendidas até a primeira semana de dezembro. O comércio sempre prorroga as promoções de olho na primeira parcela do 13° salário que é pago no final do mês de novembro. Os meses de novembro e dezembro são a esperança dos lojistas brasileiros para recuperarem as vendas perdidas na pandemia do novo coronavírus.

Anúncio