ALE oferta vaga de mestrado em universidade na China; veja critérios

O resultado final da seleção será divulgado no dia 4 de março de 2024

Manaus – O Núcleo de Relações Internacionais da Assembleia Legislativa do Amazonas (Nuriam/Aleam), coordenado pelo deputado João Luiz (Republicanos), e o Escritório do Instituto Sociocultural Brasil/China (Ibrachina), no Amazonas, está ofertando uma vaga em mestrado internacional em Administração Pública na Universidade Tsinghua, em Pequim, na China.

(Foto: J.O.S.O. Photos/Wikimedia)

O Núcleo de Relações Internacionais do Amazonas (Nuriam) da Aleam tem objetivo de integração com entidades públicas em todas as esferas, além de integrar entidades privadas e acadêmicas. O núcleo é um projeto estratégico e inovador que visa impulsionar a paradiplomacia no Estado e fortalecer a competitividade internacional.

“Essa é uma oportunidade única para quem deseja adquirir mais conhecimentos. Estaremos recebendo currículos para análise em parceria com Instituto Ibrachina e Universidade Tsinghua para este mestrado em uma das universidades mais renomadas da China. Nosso objetivo é qualificar o amazonense para o mercado de trabalho no Polo Industrial de Manaus (PIM) e nas entidades públicas do Estado”, disse o deputado João Luiz.

A tratativa pública internacional de educação para o Amazonas ocorreu por meio do presidente do Instituto Sociocultural Brasil/China (Ibrachina), Thomas Law, que também é vice-coordenador do Nuriam.

“A importância da vaga de mestrado de uma das universidades mais conceituadas da China é exatamente o aprimoramento das relações, entre o Governo do Amazonas, através do Núcleo de Relações Internacionais criado pela Assembleia Legislativa e liderado pelo deputado João Luiz, no sentido de dar cada vez mais oportunidades entre a China e o Estado do Amazonas, então, nesse primeiro momento é o fortalecimento e dando novas oportunidades de mercado”, disse o presidente do Ibrachina, Thomas Law.

Os interessados deverão enviar o e-mail com os seguintes documentos digitalizados: currículo, passaporte com validade de no mínimo dois anos, certificado de conclusão de curso superior reconhecido pelo MEC, certificado de bons antecedentes da Polícia Federal e Tribunal de Justiça do Amazonas (Criminal/Civil), certificado de proficiência em língua inglesa avançada, identidade/RG/CPF, comprovante de nomeação no setor público em Diário Oficial ou documento comprobatório na carteira de trabalho. Sinalizar no e-mail com o título: “Candidato para Vaga de Mestrado na China” e enviar ao [email protected] até o próximo domingo (25) até às 23h59.

O resultado final da seleção será divulgado no dia 4 de março de 2024.

Critérios Estabelecidos pela Universidade Tsinghua na China

Os candidatos devem ser cidadãos brasileiros com um documento pessoal válido (passaporte de tipo comum);

Os candidatos ao programa de mestrado devem ter bacharelado ou equivalente a um bacharelado (ou curso superior);

Os candidatos devem preferencialmente ser altos funcionários do setor público no Amazonas, gerentes de empresas privadas, ou chefes administrativos e pessoal de gestão sênior de universidades/faculdades/instituição acadêmica;

Os candidatos devem ter menos de 45 anos antes de entrar na universidade em 2024, e ter pelo menos 5 anos de experiência profissional em tempo integral após obtenção do diploma de curso superior;

Os candidatos devem ter proficiência em inglês avançado;

Os candidatos devem estar em boa saúde (atender os requisitos de exame físico estipulados pelo país e universidade), ser bem comportado e estar disposto a cumprir as leis e regulamentos da China, bem como as regras da Universidade Tsinghua;

A bolsa cobre a parte local: mensalidade na universidade, alojamento (de acordo com a disponibilidade da universidade) e viagens dentro do programa, além de seguro médico durante o período de estudos na China;

Se necessário será realizada uma entrevista presencial com o candidato.

Anúncio