Cinco lugares mais baratos para fazer intercâmbio

Conheça destinos perfeitos para estudar no exterior com um valor que cabe no bolso

São Paulo – Estudar no exterior é uma experiência de mudança de vida e uma grande conquista para muitas pessoas, mas na maioria das vezes também envolve altos custos. Por isso, listamos os lugares mais baratos para fazer intercâmbio para você conseguir se planejar para suas experiências futuras.

(Foto: unsplash.com)

Embora existam várias maneiras de economizar dinheiro no exterior ou até mesmo conseguir um emprego de meio período, obter um diploma em outro país ainda é caro. Com o crescimento das redes sociais e a facilidade para acessar conteúdos de viagens, mais estudantes estão optando por realizar o sonho de estudar no exterior.

De fato, de acordo com inúmeras pesquisas, o número de estudantes que viajam para participar de um curso de idiomas ou fazer uma graduação tem aumentado exponencialmente na última década.

Há muitas razões pelas quais essas pessoas querem ter experiências do tipo, como conhecer uma nova cultura, aprender novos idiomas, obter independência e muito mais.

Os países mais baratos para estudar são aqueles que oferecem aos estudantes internacionais uma taxa de matrícula e custos de vida mais acessíveis. E para sua surpresa, esses países também abrigam universidades reconhecidas internacionalmente por vários rankings de prestígio, além de escolas de idiomas renomadas.

Listamos cinco dos países mais acessíveis financeiramente para aqueles que querem realizar o sonho de estudar no exterior.

1 – África do Sul

Se você quer economizar enquanto estuda em um destino de contrastes extraordinários, aconselhamos a colocar a África do Sul no topo da sua lista. Você aprenderá não só a língua inglesa, mas também a cultura de um lugar muito diverso e rico em biodiversidade. O país possui o idioma como oficial e um custo de vida razoável para os padrões brasileiros.

Se você optar por estudar na Cidade do Cabo (eleita uma das cidades mais bonitas do mundo pela CNN Travel e pela revista Forbes em várias ocasiões), você encontrará escolas de inglês de renome mundial, assim como opções de acomodação e alimentação mais acessíveis.

Você se apaixonará pelas praias, montanhas e pontos turísticos da região, o que tornará a sua experiência ainda mais inesquecível.

2 – Malta

A ilha possui uma grande variedade de escolas de inglês, cujos preços variados costumam ser mais baratos do que escolas em outros destinos populares, como cidades nos Estados Unidos. Acomodação, alimentação, transporte e excursões também podem ser mais acessíveis do que em outros lugares, portanto, suas despesas gerais serão menores.

Além dos melhores preços, Malta é uma ilha charmosa, rica em história e com praias conhecidas por serem algumas das mais bonitas de todo o Mediterrâneo. Além disso, o clima perfeito, a vida noturna, a população amigável e a possibilidade de trabalhar enquanto estuda também tornam o destino um dos favoritos para aqueles que querem estudar inglês.

3 – Colômbia

A Colômbia é uma ótima opção para aqueles que querem aprender espanhol, com um custo de vida semelhante ao do brasileiro ou até mais barato. Viver em Bogotá e Medellín pode ser até mais barato do que viver na cidade de São Paulo, por exemplo.

O país também é conhecido por seu espanhol nítido e claro, bem como por sua rica cultura e gastronomia. É notável que cada país que utiliza o espanhol como idioma regional tem um jeito diferente de se comunicar, e o colombiano facilita a compreensão de quem não é nativo do idioma.

Além disso, os moradores também são muito receptivos e amigáveis – o que pode tornar o seu intercâmbio ainda mais especial e repleto de novas amizades.

4 – Argentina

A Argentina é o destino perfeito para os que querem aprender espanhol ou cursar alguma universidade fora do Brasil – principalmente para os estudantes de medicina, um dos cursos mais populares entre brasileiros que vão estudar no país.

Os brasileiros possuem uma certa facilidade para entrar e circular pela Argentina, e além disso, a moeda é mais barata que o real – o que torna o intercâmbio mais em conta quando comparado com outros países que possuem o dólar ou o euro como moeda local.

Estudando em uma escola especializada no idioma e convivendo com os nativos, é possível se adaptar de uma maneira menos complicada às particularidades do espanhol na região – que fica mais fácil conforme você pratica.

Além disso, outro ponto importante é que a cidade é repleta de pontos turísticos históricos e culturais, transformando as principais cidades do país em lugares badalados e visitados por turistas de todo o mundo.

5 – Noruega

Embora todos os países nórdicos sejam destinos relativamente acessíveis para aqueles que querem estudar fora, a Noruega é uma ótima escolha, pois permanece gratuita para todos em universidades públicas, com exceção de alguns programas especializados – estão inclusas graduações, mestrados e cursos de PhD.

Os países nórdicos da Europa são conhecidos por sua alta qualidade de vida e beleza natural deslumbrante, e a Noruega não é exceção. Outro motivo para estudar na região é a disponibilidade de programas ministrados em inglês em todos os níveis de estudo, além de um grande número de locais proficientes em inglês.

No entanto, como acontece com os outros países nórdicos, a Noruega tem um preço alto em termos de custo de vida. Por isso, estudantes com visto válido podem trabalhar até vinte horas por semana – o que acaba deixando os custos mais baixos e tornando o destino um dos lugares mais baratos para fazer intercâmbio.

 

 

Anúncio