Enem: Portões vão abrir meia hora antes para evitar aglomeração

A abertura, que estava programada para acontecer às 12h, foi antecipada em meia hora. Exame será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro 

São Paulo – O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão ligado ao Ministério da Saúde responsável pela aplicação da prova no Brasil, divulgou nesta segunda-feira (11) os horários de abertura e fechamento dos portões nos locais de realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

A abertura, que estava programada para acontecer às 12h, foi antecipada em meia hora para evitar aglomerações. A medida faz parte de uma série de ações para prevenir a transmissão do novo coronavírus durante os dias de exame.

De acordo com o Instituto, em comunicado publicado por meio das redes sociais, “os portões de acesso aos locais de provas serão abertos às 11h30 e fechados às 13h (horário de Brasília).” Além disso, a nota ressalta que é “proibida a entrada de participantes no local após o fechamento dos portões”.

O Enem 2020 será aplicado na versão impressa nos dias 17 e 24 de janeiro e, na versão digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. As datas do exame foram alteradas em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

 

AGU monta força-tarefa para garantir exame

A AGU (Advocacia- Gera da União) montou uma força-tarefa para garantir a segurança jurídica do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Do dia 8 de janeiro até o dia 7 de fevereiro, data da última prova, pelo menos 75 Procuradores Federais foi instalada pela Advocacia- Gera da União para monitorar os processos judiciais em regime de plantão, 24 horas por dia- inclusive nos fins de semana.

A Procuradora Federal Mônica Kouri de Oliveira, coordenadora da PGF/AGU (Equipe Nacional Especializada em Matéria de Educação da Procuradoria-Geral Federal), afirma que os membros da força-tarefa têm participado de reuniões técnicas contínuas com todos os órgãos responsáveis pelo exame para se aperfeiçoarem nas linhas de defesa.

Desde novembro de 2020, 43 processos sobre essa edição do Enem já passaram pela AGU, tratando de assuntos como locais de prova, alteração de dados inseridos no momento da inscrição e questões sobre pagamento de boleto. A Equipe Nacional Especializada em Educação da PGF atuou em outras 13 ações que discutiam o adiamento da aplicação das provas, quando elas ainda estavam marcadas para os meses de outubro e novembro.

Anúncio