Estudantes do AM concorrem em torneio de Educação em Vitória

O CSEP classificará para um dos maiores torneios de conhecimento em atividades comerciais, o WorldSkills 2024, que ocorrerá na França

Manaus – Dois jovens estudantes representarão o Amazonas na 4ª edição do ‘Competições Senac de Educação Profissional’ (CSEP), entre os dias 24 e 27 de outubro, em Vitória (ES). O CSEP possui caráter classificatório para um dos maiores torneios de conhecimento em atividades comerciais, o WorldSkills 2024, que ocorrerá em Lyon, na França.

(Foto: Divulgação)

Gabriela e Juan Pablo são alunos do Programa Senac de Gratuidade (PSG) – iniciativa que dedica bolsas integrais de estudos a pessoas pertencentes a famílias de baixa renda. Segundo a gerente da Unidade Senac Centro, Daniele Lima, o projeto e as suas trilhas formativas proporcionam um ensino de qualidade aos inscritos, permitindo ampliar suas perspectivas profissionais e de empregabilidade.

Inspirada pela mãe e pela avó, Gabriela Picanço, 18, irá concorrer nas provas sobre a profissão de Cabeleireira. Contando os dias para a sua primeira viagem de avião a outro estado brasileiro, a estudante dedica 10 horas diárias para realizar os seus treinos e aperfeiçoar os conhecimentos obtidos durante o curso que realiza no Senac-AM.

“Com 12 anos já ajudava a minha mãe no salão […] e o que me marcou foi trabalhar em um grande evento de moda executando penteados. A expectativa é boa, e representar o Amazonas no ‘Competições Senac’ é uma honra”, destaca.

Em outro campo de avaliações, Juan Pablo, 16, participará das competições na categoria de florista. Para ele, ter a oportunidade de exercitar a criatividade na arte floral e uma viagem recente a Holambra (SP) são algumas de suas motivações para seguir em sua trilha de aprendizado.

“Escolhi ser florista porque me interessei pela profissão e amo o lado criativo. Não há limites e eu acho isso ótimo. Estou bastante confiante. Treino pela manhã e estudo sobre as flores à noite”, comenta.

O torneio ocorre bianualmente e possui como objetivo reunir os talentos de cada um dos Departamentos Regionais do Senac pelo Brasil para que demonstrem as habilidades técnicas aprendidas ao longo da jornada acadêmica na instituição de ensino profissional.

Ao todo, serão realizadas provas em sete categorias associadas ao setor de bens, comércio e serviços. Na atual edição do ‘Competições Senac de Educação Profissional’, o Amazonas terá participantes em duas das sete modalidades avaliativas.

Apoio
Desde junho, Gabriela e Juan Pablo contam com o suporte de professores e especialistas do Senac-AM em suas rotinas de preparação para o ‘Competições Senac’. Cabeleireiro há mais de duas décadas, Gledson Ferreira pontua que os estágios da preparação observam conceitos básicos da teoria e da prática em cada um dos módulos.
De acordo com o profissional, a confiança é um dos fatores que potencializa o desenvolvimento das habilidades. “Observamos as evoluções e dificuldades. Se a competidora tem os fundamentos consolidados ela consegue desenvolver o trabalho sem a dependência do treinador. Os desafios são gigantescos, nem sempre temos o suporte ideal para os treinos, em contrapartida, quando eu vejo nos olhos da aluna que tem como sonho mudar sua vida através da arte de embelezar, superamos todos obstáculos, aí grita o talento!”, enfatiza o técnico de Gabriela.

Há 15 anos na profissão de florista, Tania Sagae Yano acrescenta que, além dos treinamentos sobre as práticas que serão exigidas no CSEP, cuidar da saúde mental desses jovens é fundamental.

“O maior desafio é conseguir que o competidor consiga chegar ao final motivado e psicologicamente forte para que possa suportar a pressão que é representar o Amazonas em um evento tão grandioso e de tamanha responsabilidade. Pela idade dos participantes, essa costuma ser a primeira experiência em que são expostos à tamanha responsabilidade e visibilidade, o que pode ser tanto motivador como paralisador. Para isso, o meu maior desafio como treinadora é ser o ponto de apoio em que o competidor possa confiar de que está executando um bom trabalho”, analisa a técnica de Juan Pablo.

Em suas viagens, os representantes do Amazonas seguirão contando com o apoio dos treinadores. Um coordenador do Senac-AM também irá assisti-los.

Anúncio