Mais de 680 mil alunos da rede estadual e municipal retornam às atividades

Enquanto 240 mil alunos da rede municipal de ensino retornaram às atividades escolares na quarta-feira (5), nesta quinta (6), é a vez dos mais de 440 mil alunos da rede estadual voltarem às aulas

Manaus – O ano letivo de 2020 da rede municipal iniciou nesta quarta-feira (5) para os mais de 240 mil alunos. Para este ano, a rede municipal de ensino contará com 15.787 servidores, dos quais são 12.976 mil professores. Ainda nesse sentido, nesta quinta (6) é a vez dos mais de 440 mil estudantes matriculados em 599 instituições de ensino da rede pública estadual também retornarem às suas atividades escolares.

Nesta quarta-feira (5), 240 mil alunos voltaram às aulas na rede municipal (Foto: Eliton Santos/Semed)

De acordo com a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, a meta para 2020 elevar ainda mais os índices de qualidade na educação. “Temos investido maciçamente em novas estruturas e ações pedagógicas. Damos boas-vindas aos alunos e desejamos que este ano letivo seja bastante produtivo a todos os nossos educadores”, disse a gestora.

Já o secretário interino de Estado de Educação e Desporto da rede estadual, Luis Fabian Pereira Barbosa, a pasta inicia os trabalhos nesta quinta-feira (6), preparada para cumprir seu dever de dar assistência à rede, incluindo distribuição de uniformes, kits de material escolar e formação de professores.

A abertura oficial das atividades escolares da rede estadual ocorreu nesta quarta (5), em uma solenidade no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCAVV), zona centro-sul de Manaus, e reuniu cerca de 1,6 mil educadores.

O secretário interino de Educação, Luis Fabian, garantiu que o ano letivo foi bastante planejado. Um dos exemplos é que, após 5 anos, a rede volta a fornecer uniforme escolar aos alunos da rede estadual de ensino. “É nosso dever garantir que todas as salas de aula tenham professores, que a merenda escolar seja distribuída de forma adequada, que o transporte escolar funcione e que, depois de tanto tempo, que nossos estudantes tenham acesso a uniforme e material escolar”, destacou o secretário interino de Educação.