Prefeitura divulga resultado preliminar do Programa Bolsa Idiomas 2019

Mais de 18 mil pessoas efetuaram a inscrição para concorrer a uma das 14.964 vagas disponíveis no programa. A lista completa com os nomes está disponível na página da Espi

Manaus – O resultado preliminar do processo seletivo do Programa Bolsa Idiomas (PBI) 2019 foi divulgado nesta terça feira (15), durante coletiva de imprensa, na sede da Prefeitura de Manaus, zona oeste da cidade. Mais de 18 mil pessoas efetuaram a inscrição para concorrer a uma das 14.964 vagas disponíveis no programa. Do total de inscritos, mais de 70% são moradores das zonas norte e leste da capital.

Segundo a diretora-geral da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), Stela Cyrino, o número de inscrições foi uma resposta positiva. “Foi um número recorde pra gente e nós atribuímos (as inscrições) a essa alteração que houve na lei sobre a renda per capita – que passou de um salário mínimo para dois salários mínimos e meio, mas preservando, também, a clientela de baixa renda que não tem condições de pagar um curso de idiomas”, disse.

O programa, que conta com 11 instituições parceiras, oferece bolsas integrais (100%) e parciais de 75% e 50%, e tem como principal alvo pessoas com baixa renda. Nesta edição, além do inglês e espanhol, o programa oferta, pela primeira vez, bolsas para os cursos de alemão, francês, italiano, japonês e mandarim.

Segundo Arthur Bisneto, o Programa Bolsa Universidade é uma extensão para quem busca se qualificar para o mercado de trabalho. (Foto: Mário Oliveira/Semcom)

Segundo o secretário-chefe da Casa Civil Municipal, Arthur bisneto, o programa é uma oportunidade para pessoas com baixa renda terem um outro idioma no currículo, ajudando a se colocarem em destaque no mercado de trabalho.

“Esse programa é uma extensão para quem busca se qualificar para o mercado de trabalho. Sabemos da importância de um segundo idioma no momento que se apresenta um currículo em uma empresa. A prefeitura oferece essa oportunidade para mais de 8 mil pessoas, que efetivamente são de baixa renda, e talvez não teriam outra oportunidade de estudar idiomas”, disse Bisneto.

Com uma aceitação positiva na modificação da renda para ingresso no programa, o secretário municipal de Administração Planejamento e Gestão (Semad), Lucas Bandiera, afirmou que existe a pretensão em estender mudanças aos programas Bolsa Universidade e Bolsa Pós-Graduação. “A ideia é cada vez mais consolidar os programas e melhorá-los na medida que uma faixa da população for atendida. Procuramos atender as demais faixas alterando e melhorando os programas”, ressaltou.

Os classificados devem procurar a sede da Espi entre os dias 21 e 23 de janeiro, das 8h às 17h, munidos dos documentos pessoais, além do comprovante de escolaridade e renda.

A lista completa com os nomes está disponível na página da Espi.