Prefeitura promove encontro de professores de história e geografia no Museu da Cidade de Manaus

A ação faz parte do programa de formação continuada de professores desenvolvida pela Rede Colaborativa da Gerência de Formação Continuada (GFC)

Manaus – O 4º Encontro para Professores de História e Geografia, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, aconteceu nesta quinta-feira (3), no Museu da Cidade de Manaus, localizado no Paço da Liberdade, em frente à praça Dom Pedro II, Centro Histórico. A programação foi realizada pela Prefeitura de Manaus e reuniu, aproximadamente, 60 educadores das Divisões Distritais Zonais (DDZs) Leste 1 e 2 da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em tempo integral.

Com o tema ‘Educação Patrimonial’, o evento já atendeu 200 educadores das disciplinas de história e geografia (Foto: Divulgação/Semcom/Semed)

A ação faz parte do programa de formação continuada de professores de geografia e história desenvolvida pela Rede Colaborativa da Gerência de Formação Continuada (GFC), da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed. Com tema ‘Educação Patrimonial’, o evento já atendeu 200 educadores das duas disciplinas, nos três encontros anteriores com professores das DDZs Sul, Centro-Sul, Oeste, Norte, rural e rodoviária.

A meta é fazer uma abordagem interdisciplinar, para ampliar os conhecimentos, reflexões e práticas para sala de aula por meio de dados e informações referentes à cidade de Manaus, disponíveis nas exposições do Museu da Cidade, inaugurado pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, no dia do aniversário da cidade, no dia 24 de outubro.

Para a formadora de geografia do DDPM, Maria das Graças Medeiros, a intenção é levar os educadores em algum lugar para finalizar o encontro. “O objetivo é fazer atividades em espaços como o museu para que o professor possa, ao longo das nossas discussões dos encontros formativos, verificar o que podemos encontrar nesse local, para que a gente agregue aos nossos afazeres em sala de aula”, comentou.

O assessor técnico e interdisciplinar Rodrigo Froes, da DDZ Leste 1, disse que 30 professores de história e geografia de 14 unidades de ensino do 6º ao 9º ano da divisão participaram do encontro no museu e abriram novos caminhos no trabalho pedagógico.

“A ideia da divisão de acompanhar é também de assessorar e organizar com eles atividades nas escolas, visando promover essa interação entre os patrimônios históricos e também realizando atividades alusivas à temática, que podem nascer dessa formação de hoje”, comentou.

Com 250 alunos do 7º ano, o professor de geografia Aluísio Barreto Israel, da escola municipal Madre Teresa de Calcutá, no bairro Nova Floresta, disse que a atividade ‘in loco’ não poderia ser melhor para ver de perto a riqueza de informações do museu.

“Aqui nós temos uma visão histórica e geográfica do que foi e do que está sendo hoje essa parte do Amazonas. Nós temos a história e geografia do passado se encontrando com o presente. Isso tudo é um grande aprendizado que vamos levar aos nossos alunos”, finalizou.

Para o professor de história Luiz Cleison, da escola municipal Antonina Borges de Sá, bairro São José 2, é uma experiência excelente participar do encontro, pois os 1,2 mil alunos, entre o 6º e 9º ano, serão beneficiados com as atividades que serão realizadas em sala de aula.

“Como professor de história, me identifico muito, desde a entrada e percorrendo os corredores vendo um pouco da nossa cultura, da nossa cidade sendo contada em murais e vendo coisas muito criativas. Vou usar um pouco disso tudo em sala de aula com os alunos”, disse.

Anúncio