Prefeitura prorroga inscrições do Bolsa Pós-Graduação

Para participar, os candidatos devem residir em Manaus, possuir diploma de Nível Superior ou concluir graduação até junho de 2019 e ter renda familiar per capita não excedente a 3,5 salários mínimos

Manaus – As inscrições online para as 10,7 mil bolsas de estudo ofertadas pela Prefeitura de Manaus no processo seletivo do programa Bolsa Pós-Graduação foram prorrogadas até as 23h59 desta sexta-feira (10). O anúncio é da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), coordenadora do Programa.

Voltado para estudantes de baixa renda, o programa oferece bolsas integrais (100%) e parciais de 50% ou 75%. Nesta edição, há 144 cursos em diversas áreas de conhecimento. As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

De acordo com o edital, para participar, os candidatos devem residir em Manaus, possuir diploma de Nível Superior ou concluir graduação até junho de 2019 (finalista) e ter renda familiar per capita não excedente a 3,5 salários mínimos. Não estão aptos a participar candidatos que estejam cursando ou tenham concluído curso de especialização em nível de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu.

O secretário da Semad, Lucas Bandiera, destaca que a prorrogação visa possibilitar maior a participação do público-alvo do Programa, que este ano foi ampliado. “A alteração no limite da renda familiar per capita para participar da seleção passou de 2,5 para 3,5 salários mínimos, ou seja, mais pessoas estão aptas a participar do processo seletivo deste ano, atendendo a uma orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto para qualificar o máximo de pessoas que vivem na cidade”, afirma.

Nesta edição, o programa conta com a parceria de dez Instituições de Ensino Superior (IES): Boas Novas, Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Estácio, Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB), Fametro, Fucapi, Instituto Superior de Ensino Leanorte (Isel), Martha Falcão Wyden, Nilton Lins e Santa Teresa.

O edital do programa para 2019 foi lançado no mês de abril (Foto: Mário Oliveira/Semcom)