Projeto oferece conteúdos gratuitos sobre as Olimpíadas de Tóquio para as escolas

Lançado no Dia Olímpico, site reúne aulas digitais, cursos e desafios com premiação para professores

Brasília – Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio acontecem de 23 de julho a 5 de setembro. Como de costume, escolas do mundo todo irão celebrar o evento de forma interdisciplinar. Crianças e adolescentes aprenderão, por exemplo, novos esportes nas aulas de Educação Física, e a História e a Geografia dos países participantes.

(Foto: Eugene Hoshiko / Pool)

No Brasil, o Impulsiona e o Ministério da Educação acabam de lançar o projeto “Tóquio 2020 nas suas aulas”. O site reúne conteúdos prontos para os professores exibirem no ensino presencial ou remoto, cursos certificados pelas confederações esportivas e um desafio nacional. Ao todo, são mais de 100 materiais gratuitos.

“O Impulsiona é legado dos Jogos Rio 2016. Nascemos com o objetivo de apoiar os professores trabalharem os valores dos esportes de forma integral com os seus alunos”, explica Vanderson Berbat, diretor da iniciativa. “Hoje, somos o maior programa de educação Olímpica e Paralímpica do mundo, com mais de 150 mil professores cadastrados. Chegou a hora de construirmos a ponte com os Jogos do Japão.”

O projeto oferece desde formas lúdicas de praticar modalidades pouco populares no Brasil, como hóquei, beisebol e rubgy, passando pelo significado de símbolos como os Aros Olímpicos e os mascotes, e chegando a conteúdos mais complexos como combate ao doping, participação das mulheres nos Jogos e inclusão de pessoas com deficiência no esporte. Os materiais são recomendados para alunos do Ensino Fundamental e Médio e seguem as orientações da BNCC.

“Lançamos o projeto, no Dia Olímpico, e encerraremos no último dia dos Jogos Paralímpicos”, explica Renato de Oliveira Brito, Diretor de Formação Docente e Valorização dos Profissionais da Educação do MEC. “Fizemos uma boa combinação entre teoria e prática. No desafio escolar, por exemplo, alunos e professores conhecerão a evolução da Tocha ao longo dos anos. Em seguida, deverão construir a sua própria tocha, sustentável, com materiais recicláveis e alternativos. No final, teremos uma premiação para os trabalhos mais criativos.”

A expectativa do Ministério da Educação e do Impulsiona é de que 30 mil professores utilizem os materiais, disponíveis gratuitamente no site.

Anúncio