Qual a melhor estratégia para fazer a segunda prova do Enem?

Professores dão dicas para otimizar o tempo nas questões; exame será aplicado neste domingo (28) em todo o país

São Paulo – Os participantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) devem fazer neste domingo (28) a segunda prova e responder a 90 questões de múltipla escolha de matemática e ciências da natureza (biologia, química e física) em 5 horas. Qual a melhor estratégia para conseguir responder a todas as questões desta segunda etapa?

Veja as dicas para montar uma estratégia eficaz para a segunda prova do Enem. (Foto: Reprodução / R7)

Para o professor Mauricio Carvalho, autor de matemática do Sistema pH de ensino, o mais importante é “manter a calma”. E para aumentar a confiança, “o estudante deve começar pela área que tem mais facilidade (Matemática ou Ciências da Natureza).”

Para isso, é importante ler atentamente cada pergunta, “caso tenha certeza que sabe resolvê-la, faça. Ainda que demore um pouco, é melhor do que perder mais tempo no final da prova relendo a mesma questão. A exceção é quando o candidato sabe que a resolução demandará um tempo enorme, aí, neste caso, deve deixá-la para o fim da prova.”

Nesta segunda prova do Enem o participante terá de responder a 45 questões de matemática. Dá para fazer todos os cálculos? Como otimizar o tempo?

Segundo o professor Mauricio Carvalho, a maioria das questões não possuem cálculos trabalhosos. “Quanto às perguntas que exigem cálculos mais complicados e demorados, os alunos devem considerar utilizar uma estratégia alternativa — em algumas situações, podemos eliminar 4 alternativas com um raciocínio simples.”

O professor chama atenção para o gabarito. “Sugiro que sejam reservados pelo menos 30 minutos para assinalar as alternativas no cartão de respostas com calma para que dê tempo de revisar questões pontuais.”

Anúncio