Observadores irão fiscalizar eleições

Ao fim do pleito eleitoral, os observadores irão elaborar um relatório contendo os dados, conclusões e recomendações com análise de tudo o que foi realizado durante o período das Eleições

Manaus – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) celebrou um acordo junto a instituição Transparência Eleitoral Brasil para a realização de missão eleitoral nacional para as eleições 2020.

A parceria integra um projeto-piloto da entidade, onde o TSE deverá apoiar e fornecer acesso a várias informações necessárias para o cumprimento adequado de sua missão de observação eleitoral das eleições municipais de 2020 (1º e 2º turnos).

O documento final da Missão será registrado em processo interno e com conhecimento de seu conteúdo aos TREs de todo o País (Foto: Tânia Rêgo/ABr)

Pelo acordo, os observadores nacionais terão acesso às instalações do tribunal e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), bem como aos locais de votação para acompanhar o processo de votação, respeitados os protocolos sanitários e demais condições e requisitos definidos pelo TSE.

Ficará também a cargo da Transparência Eleitoral Brasil e seus observadores nacionais a manutenção da imparcialidade político-partidária no exercício de suas funções e atividades de observação eleitoral. A atuação da entidade deve se dar de forma independente e transparente, sem conflito ou obstrução do processo eleitoral.

A instituição também deverá informar ao TSE sobre eventuais irregularidades e interferências observadas ou que forem a ela comunicadas. Além disso, a Transparência Eleitoral Brasil poderá solicitar às autoridades competentes informações sobre as medidas que forem tomadas a respeito.

Ao fim do pleito eleitoral, a instituição de observação deve elaborar um relatório contendo os dados, conclusões e recomendações com análise de tudo o que foi realizado durante o período das Eleições 2020 no Brasil. O documento final da Missão será registrado em processo interno e com conhecimento de seu conteúdo aos TREs de todo o País.

Entidade

A Transparência Eleitoral Brasil é uma organização sem fins lucrativos e sem financiamento governamental ou empresas privadas dos países em que atua diretamente ou por meio de parcerias. Segundo a entidade, sua função é mobilizar e promover a democracia aportando contribuição técnica e científica para a solução de questões advindas dessa esfera.

A organização se integra a uma união de esforços de outros países latino-americanos em projetos que visam o fortalecimento democrático, o despertar desses valores, bem como a solidificação de práticas democráticas nas instituições e na sociedade civil.

Anúncio