‘Vou cobrir o auxílio do governo federal’, diz Amazonino em entrevista ao GDC

Na ocasião, o candidato a prefeito de Manaus também falou sobre as estratégias para minimizar o impacto econômico, caso aconteça uma segunda onda da Covid-19

Manaus – O candidato a prefeito de Manaus Amazonino Mendes (Podemos) participou de uma entrevista, por telefone, na manhã desta sexta-feira (27), no jornal DIÁRIO DA MANHÃ, transmitido pela RÁDIO DIÁRIO 95.7 e pela RECORD NEWS MANAUS, nos canais 27.1 (TV aberta) e 78 (NET). A entrevista concedida ao GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) é referente à série feita com os candidatos nesse segundo turno das Eleições 2020.

Entrevista com o candidato ocorreu por telefone (Foto: Luiza Maria/Divulgação)

Na ocasião, Amazonino falou sobre as estratégias para minimizar o impacto econômico, caso aconteça uma segunda onda da Covid-19, que já vitimou 3.096 pessoas na capital, até esta quinta-feira (26).

“Estou muito preocupado com a questão do desemprego. Manaus é a cidade que tem o maior índice de desemprego no Brasil, e no fundo o que as pessoas estão interessadas em saber é se a gente vai combater isso com lockdown. Eu quero dizer que não é assim. Eu, como prefeito, já garanti que vou dar R$ 300, vou cobrir o auxílio do governo federal, que acabará em dezembro”, explicou.

Saiba mais: ‘Vou buscar ajuda de recursos federais’, diz David, se eleito prefeito de Manaus

Amazonino Mendes conquistou a liderança no primeiro turno das eleições, com 234.088 votos. Caso seja eleito, o candidato falou sobre a gestão, junto aos funcionários públicos municipais.

“Eu respeito o servidor público, porque lá atrás eu fui um servidor. Eu vou governar para todos. Só de uma vez, eu promovi mais de seis mil policiais militares, dei um aumento enorme para a Polícia Civil e valorizei o servidor. Sempre que eu administro é assim, eu sou pai e não padrasto”, disse.

Confia a entrevista completa:

O segundo turno das eleições municipais será realizado no próximo domingo (19).