Amazonas finaliza participação nas Olimpíadas TCs com 37 medalhas

No ranking geral da competição, o Estado ficou em segundo lugar

Manaus – Os servidores do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) finalizaram a participação nas Olimpíadas dos Servidores dos Tribunais de Contas do Brasil (OTC), em Manaus, com mais de 37 medalhas.

O quantitativo de medalhas e resultados positivos na OTC Verde colocaram o Amazonas em segundo lugar no ranking geral da competição, marcando o melhor desempenho da delegação amazonense em edições olímpicas. Em 2018, o Estado ficou em oitavo no ranking geral.

O futsal feminino esteve entre as modalidades das Olimpíadas dos Servidores dos Tribunais de Contas do Brasil (Foto: Divulgação)

“Parabenizo os servidores da Corte de Contas pelo empenho nos jogos da OTC Verde. Defenderam muito bem o Estado, sem deixar de lado suas funções no TCE. Foi brilhante a participação”, disse a presidente do TCE-AM, conselheira Yara Lins dos Santos.

Para o coordenador da OTC no Amazonas e servidor do TCE-AM, Vinicius Dantas, a OTC Verde foi um sucesso por marcar, acima de tudo, a confraternização entre os servidores.

“Conseguimos reunir servidores de todos os Tribunais de Contas do Brasil com um único intuito: fazer do esporte a nossa bandeira e confraternizarmos em um espírito de união. Por onde passei vi servidores se doando e jogando, visitando nosso Estado com suas famílias e parabenizando o TCE-AM pela organização dos jogos”, disse Vinicius.

Pódio

Apenas neste final de semana, os atletas do Amazonas subiram ao pódio 23 vezes. Os destaques ficaram com as modalidades coletivas, entre elas, vôlei, basquete, futsal, futebol, boliche e dominó.

No dominó, a dupla masculina formada pelos servidores Mozart Aguiar Júnior e Frankney Serruya jogou por cerca de 12 horas para conquistar o ouro. Já as servidoras Priscila Simões e Elisabethe de Carvalho subiram ao lugar mais alto do pódio depois de aliarem agilidade e estratégia para vencer a dupla do Tribunal de Contas da União (TCU).

Na última sexta-feira (18), os atletas do Amazonas conquistaram 17 medalhas: foram sete na natação (uma de bronze, três de ouro, duas de prata e uma de bronze); quatro no jiu jitsu (três de ouro e uma de prata); três no vôlei de praia masculino (uma de ouro, uma de prata e uma de bronze); dois bronzes no futsal masculino nas categorias master e sênior; e uma de prata no tênis de mesa.

Neste sábado (19), o time Futebol Sênior do Amazonas perdeu para a equipe do TCE do Rio Grande do Sul e ficou com a prata.

O mesmo duelo foi marcado pelo time de futebol master. Novamente, o Amazonas perdeu para o RS e ficou com outra prata.

O primeiro ouro do dia veio com o time feminino de basquete, que iniciou a sequência de vitórias das seleções amazonenses. Depois de um jogo acirrado contra o time do TCM de São Paulo, a seleção amazonense garantiu o lugar mais alto no pódio e emocionou a torcida que lotou o Ginásio Poliesportivo Renê Monteiro.

Já o time masculino da modalidade não teve a mesma sorte e acabou perdendo o ouro para a equipe do Tribunal de Contas da União (TCU).

A tarde deste sábado (19) foi marcada por disputas dignas de finais de campeonato. No futsal feminino, a seleção do Amazonas fez um jogo duro com a seleção do TCE do Rio Grande do Sul – de quem perdeu por 1 x 0 no início da competição.

O primeiro tempo foi acirrado e finalizou sem gols. Tudo indicava que a disputa iria para os pênaltis, mas após uma roubada de bola e uma arrancada da servidora do Amazonas, Paula Amles, o TCE-AM abriu o placar no minuto final da partida.

Mesmo vencendo, o time amazonense continuou buscando o ataque, mas finalizou a disputa em 1 x 0, garantindo o ouro.

“É uma emoção muito grande ser a responsável pelo gol da vitória, mas nada disso seria possível sem o esforço do time todo. Treinamos muito e lutamos muito até o final para conquistarmos esse título. Foi resultado do trabalho árduo de uma equipe inteira”, disse Paula Amles.

Uma hora depois, no Renê Monteiro, a equipe amazonense de vôlei masculino tirou o fôlego da torcida em um jogo eletrizante contra o TCE do Rio de Janeiro e venceu garantindo mais um ouro para o Amazonas.

A próxima edição das Olimpíadas dos Tribunais de Contas será realizada em Natal, no Rio Grande do Norte, em outubro de 2020.