Apesar do bom público, Nacional e Manaus FC ficam no zero a zero

Jogo válido pela terceira rodada do Amazonense foi realizado nesta quinta-feira (30), no Estádio Ismael Benigno, zona oeste da capital. A partida foi presenciada por 1.754 torcedores

Manaus – Em um jogo pegado, Nacional e Manaus FC não saíram do empate sem gols, nesta quinta-feira (30), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, na zona oeste da capital. A partida foi presenciada por um bom público: 1.754 torcedores, divulgado pela Federação Amazonense de Futebol (FAF).

Outro aspecto que chamou a atenção foi o reforço policial para o jogo, após confronto entre integrantes da torcida do São Raimundo e Fast Clube, na última terça-feira (28), com alguns feridos. Parte da Rua Presidente Dutra – que fica em frente do estádio – foi interditada.

Com o resultado do empate, o Gavião do Norte se manteve na liderança da competição com sete pontos, mesma quantidade que o Amazonas FC, porém, o esmeraldino leva vantagens no critério de desempate, tem melhor saldo de gols (5 contra 4).

Em terceiro lugar vem o Leão da Vila Municipal com cinco pontos, seguido de Penarol e São Raimundo, ambos com quatro pontos. Iranduba e Fast fecham a tabela com apenas 1 ponto cada um, em nove disputados.

A próxima rodada do Estadual já começa neste sábado, 1º de fevereiro. No Estádio Carlos Zamith, zona leste da capital, às 15h30, o Amazonas FC duela com o Penarol. No mesmo dia, o São Raimundo enfrenta o Iranduba, na Colina, às 18h.

Completando a quarta rodada, no domingo (2), no Estádio Carlos Zamith, às 15h30, o clássico Pai e Filho, o Fast encara o Nacional. Às 16h, na Colina, Manaus FC e Princesa fecham a rodada.

O jogo

O primeiro tempo foi acirrado. Com poucas chances de gol para ambas as equipes. O Nacional tinha mais a posse de bola e pressionou a saída do Manaus FC, que não estava em uma noite inspirada. Mas, a primeira oportunidade foi do Gavião do Norte, aos cinco minutos, após escanteio da direita, o volante Derlan apareceu para cabecear, contudo, André Regly, estava bem posicionado para fazer a defesa.

Outro momento em que a torcida ficou com o grito de gol engatado na garganta, foi com o Leão da Vila Municipal. Aos 12 minutos de bola rolando, o atacante Daniel enxergou o goleiro Jonathan adiantado e tentou encobrir o arqueiro, porém Jonathan conseguiu salvar em cima da linha.

O jogo ficou pegado, com muitas faltas para ambos os lados. O time esmeraldino ficou totalmente envolvido na marcação azulina, enquanto o Leão conseguia chegar até a grande área do Gavião do Norte, sem finalidade.

O técnico Welington Fajardo percebeu que sua equipe precisa de mudanças para conseguir a vitória. E ousou em algumas trocas. Por isso, tirou o meia Hamilton, que pouco fez no confronto, e colocou Janeudo. Minutos depois, houve a mudança de centroavantes. O comandante retirou Mateus Oliveira e colocou Paulinho Simionato.

As mudanças até que surtiram efeito, pois o Manaus FC ficou com a maior posse de bola, o que pressionou o time do Leão da Vila Municipal, que não conseguiu encaixar um bom ataque que obrigasse ou exigisse do goleiro esmeraldino Jonathan a fazer uma defesa importante.

Uma boa chance ficou por conta do Gavião do Norte aos 36 minutos da etapa final. Paulinho Simionato escorou para Diogo Dolem completar de cabeça, quase deitado no chão, mas a bola passou rente a trave, tirando suspiro do torcedor presente no Estádio Ismael Benigno, a Colina, na zona oeste da cidade.

Confira a tabela do Campeonato Amazonense: