Ana Marcela e Viviane Jungblut fazem dobradinha na Itália

Ana Marcela Cunha com o ouro e Viviane Jungblut com a prata fazem história na Copa do Mundo de Águas Abertas

Itália- Deu Brasil na Itália! As brasileiras Ana Marcela Cunha e Viviane Jungblut conquistaram um resultado histórico na segunda etapa da Copa do Mundo de Águas Abertas, no Golfo Aranci. As nadadoras fizeram uma dobradinha inédita na competição e mostraram força no último evento antes dos Jogos Olímpicos de Paris. Entre os homens, o jovem Matheus Melecchi ficou na 22ª colocação geral.

(Foto: Divulgação/ CBDA)

Campeã olímpica em Tóquio-2020 e dona de, agora, 18 medalhas em Campeonatos Mundiais, Ana segue em alto nível no cenário internacional da maratona aquática. Na prova da manhã desta sexta-feira (24), ela fechou o percurso no tempo de 2h02min00s07,. Apenas dois segundos atrás veio a gaúcha Viviane Jungblut, que obteve a maior conquista na carreira.

A alemã Leonie Beck, campeã da primeira etapa no Egito, completou o pódio com apenas dois décimos de segundo de diferença para a brasileira. Aliás, nesta primeira etapa no Egito, Ana Marcela ficou na quinta colocação, enquanto Viviane chegou em oitavo lugar.

Chegada espetacular!

A prova de 10km foi bastante equilibrada entre as nadadoras, e nenhum atleta conseguiu disparar na liderança. As duas brasileiras estiveram sempre no primeiro pelotão. Nas últimas voltas do percurso, Viviane aparecia na terceira colocação, enquanto Ana Marcela era a quinta colocada. No entanto, nos metros finais da prova as duas brasileiras aumentaram o ritmo e foram subindo de posição.

Com uma arrancada espetacular, Cunha deixou todas as adversárias para trás e garantiu o ouro para o Brasil. Já a Viviane conseguiu confirmar a dobradinha no detalhe, batendo a mão no cronômetro praticamente junto com a alemã. Outro destaque foi a nadadora holandesa Sharon van Rouwendaal, campeã olímpica no Rio 2016. Ela esteve na liderança durante quase toda a última volta, mas perdeu o gás e acabou ficando na quarta colocação.

Por fim, vale lembrar que tanto Ana Marcela Cunha, quanto Viviane Jungblut, já estão garantidas em Paris 2024. Assim, a participação nesta etapa na Itália faz parte da preparação das atletas antes dos Jogos. A ótima conquista desta sexta-feira é animadora, e mostra que o Brasil brigará forte por medalhas na França!

Anúncio