Atletas da Itália e do Catar levam ouro duplo raríssimo no atletismo

Resultado improvável se deu na final do salto em altura. Gianmarco Tamberi e Essa Barshim atingiram a mesma altura: 2,37 m

Japão – Um fato raríssimo aconteceu nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Os atletas Gianmarco Tamberi, da Itália, e Essa Barshim, do Catar, cravaram o mesmo resultado na final do salto em altura (2,37 m) e garantiram o primeiro ouro duplo dessa Olimpíada.

Atletas da Itália e do Catar levam ouro duplo raríssimo no atletismo. (Foto: Divulgação/Estadão Conteúdo)

Italiano e catariano até tentaram uma altura maior, de 2,39 m, mas ambos falharam em suas tentativas. Por conta disso, Barshim perguntou ao oficial da prova se existia a possibilidade de os dois levarem a medalha de ouro.

Depois do aceno positivo do oficial, os atletas comemoram juntos o lugar mais alto do pódio em Tóquio. Maksim Nedasekau, de Belarus, ficou com a medalha de bronze.

Na última edição dos Jogos Olímpicos, no Rio, em 2016, Gianmarco Tamberi teve seus planos frustrados em função de uma lesão no tornozelo às vésperas da competição. Neste domingo (1º) explodiu em alegria e comemorou efusivamente o ouro. O catariano Essa Barshim foi menos enérgico, até porque era difícil superar a alegria do italiano.

Anúncio