Benzema é condenado a um ano de prisão no caso Valbuena

Magistrados ainda anunciaram uma multa, recomendada pelo Ministério Público, de 75 mil euros (aproximadamente R$ 470 mil)

Madri – O atacante Karim Benzema, do Real Madrid, foi condenado pela Justiça francesa nesta quarta-feira a um ano de prisão, mas com suspensão da pena, como cúmplice da tentativa de chantagem contra seu ex-companheiro de seleção Mathieu Valbuena por causa de um vídeo íntimo. Os magistrados também anunciaram uma multa, recomendada pelo Ministério Público, de 75 mil euros (aproximadamente R$ 470 mil).

(Foto: Reprodução/Twitter)

O tribunal deu ainda uma sentença de prisão de dois anos e seis meses a Mustapha Zouaoui, afirmando que ele foi o mentor do complô. Axel Angot, quem primeiro pegou a fita de sexo em 2014, foi condenado a dois anos de prisão. Outro dos chantagistas condenados, Younes Houass recebeu uma sentença de prisão suspensa de 18 meses. Já Karim Zenati, amigo de longa data de Benzema, foi preso por 15 meses.

Após a sentença, os advogados do atacante, ausente no julgamento por compromissos profissionais (defende o Real Madrid diante do Sheriff na Liga dos Campeões), anunciaram que entrarão com um recurso contra a pena, o que deixará a aplicação dela em suspenso. O advogado Antoine Vey criticou a punição. “Este resultado em nada corresponde à realidade dos eventos”, disparou. “Benzema virá se explicar perante o tribunal de apelação”, continuou. “Ele se ausentou do julgamento por motivos profissionais, e o fato de estar ausente influenciou no julgamento. Esta convicção é infundada.”

Já o advogado de Valbuena, Didier Domat, disse que a decisão foi um alívio para seu cliente. Ao contrário de seu ex-companheiro de equipe, Valbuena não joga pela França desde que o escândalo estourou. “Ele sofreu preconceitos esportivos difíceis de consertar”, disse Domat. “Estamos satisfeitos que seu status de vítima foi reconhecido.”

Durante o julgamento, os representantes do MP afirmaram que o astro da seleção francesa tinha o dever de dar o exemplo, como “portador de uma imagem, de uma esperança, de uma notoriedade e de valores morais”. Apesar de o escândalo da “sextape” ter afastado Benzema da seleção francesa por cinco anos, até seu retorno, às vésperas da Eurocopa disputada em 2021, a condenação parece que não terá consequências esportivas, a apenas um ano da Copa do Mundo do Catar.

Há duas semanas, o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noël Le Graët, afirmou ao jornal Le Parisien que Benzema não seria excluído da seleção em caso de condenação. Por sua vez, o Real Madrid, que disputa nesta quarta-feira uma partida da Liga dos Campeões contra o Sheriff Tiraspol na Moldávia, sempre expressou apoio ao atleta.

Anúncio