Bibiano retoma cinturão, mas terá nova revanche

O combate, realizado em Tóquio, no Japão, foi vencido após o adversário desferir diversos golpes ilegais e ser desclassificado do combate no terceiro round. A direção do evento confirmou a realização de uma revanche, após o resultado

Manaus – O manauara Bibiano Fernandes venceu, neste sábado (30), o filipino Kevin Belingon e recuperou o cinturão peso-galo do One Championship em luta válida pela edição ‘A new Era’ (uma nova era, em português) do evento asiático. O combate, realizado em Tóquio, no Japão, foi vencido após o adversário desferir diversos golpes ilegais e ser desclassificado do combate no terceiro round. A direção do evento confirmou a realização de uma revanche, após o resultado.

Ainda incomodado com o desempenho do adversário, que conectou oito cotoveladas ilegais, Bibiano revelou que, em 15 anos de luta profissionais e nos 27 combates que fez, jamais o adversário o havia classificado por aplicar golpes ilegais. “É a primeira vez que passo por isso. Estava bem na luta. Eu fiz um bom primeiro round e terminei bem o segundo. Estava ali para vê-lo bater no mata-leão ou em um arm-lock. Mas ele acertou uma sequência de cotoveladas e mudou tudo”, explicou.

Para Bibiano, a reação do filipino foi um ato de desespero diante da atuação explosiva imposta pelo ex-campeão. “Eu acredito que foi uma reação desesperada dele. Todas as vezes que ele foi derrubado, ele não conseguiu levantar. E antes da luta ser interropimda, eu botei ele pra baixo, passei a guarda e montei. Então, ele deve ter ficado desesperado para ter essa reação”, explicou.

(Foto: One Championship/Divulgação)

Em seu perfil no Facebook, o lutador comentou o resultado com os seguidores. “Fica claro, no vídeo da luta, que ele bateu com força e mirou para acertar a nuca. Infelizmente, não foi como planejado, mas retomei meu cinturão. Agora, vou para casa me recuperar e logo mais já estarei de volta”, escreveu o manauara na rede social. Com o resultado, Bibiano Fernandes, agora, acumula 23 vitórias (duas por nocaute, oito por finalizção, 12 por decisões da arbitragem e uma por desclassificação do adversário) e quatro derrotas.

A luta

No cage, Fernandes, que já havia reinado por anos na divisão, mostrou evolução na luta agarrada bem como na trocação. No primeiro round, um overhand de direita de Bibiano no queixo do adversário machucou o filipino. O manauara passou a perseguir Belingon pelo cage e, quando o campeão parecia se recuperar, Bibiano foi nas pernas, derrubou o adversário e foi parar as costas, nos dez segundos final do primeiro round para garantir a vantagem.

blank

(Foto: One Championship/Divulgação)

No round seguinte, Belingon voltou melhor e consegui conhectar alguns chutes rodados na linha de cintura do brasileiro. Na sequência, o Fernandes derrubou o adversário mas não avançou na posição. No terceiro round, Bibiano derrubou o filipino logo no primeiro minuto com um single leg, mas levou uma saraivada de cotoveladas na nuca, e a luta foi interrompida. Belingon inicialmente recebeu um cartão amarelo. Entretando, Bibiano Fernandes não conseguiu retornar após cinco minutos de paralisação, o que causou o cartão vermelho do filipino e, consequentemente, sua desclassificação. Bibiano foi declarado vencedor do combate.

Anúncio