Brasil bate recorde de pódios em Tóquio

O vôlei feminino contra os Estados Unidos, em jogo que acontece à 1h (horário de Manaus) deste domingo (8), pode aumentar esse número de pódios

Tóquio – A vitória do Brasil diante da Coreia do Sul, ontem (6), pela semifinal do vôlei feminino foi histórica. Com o resultado, o País bateu em Tóquio o recorde de medalhas em uma edição dos Jogos Olímpicos. A marca anterior havia sido conquistada na Rio 2016, com 19 pódios.

Foto: Gaspar Nóbrega/COB

Em Tóquio, até antes da semifinal do vôlei feminino, o Time Brasil já havia colocado 16 medalhas no peito (quatro ouros, quatro pratas e oito bronzes). E, claro, o vôlei feminino contra os Estados Unidos, em jogo que acontece à 1h (horário de Manaus) deste domingo (8), pode aumentar esse número de pódios.

Superação por Tandara

O desligamento da oposto Tandara horas antes da semifinal dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 diante da Coreia do Sul, após ser flagrada em teste antidoping, não abalou o emocional da seleção brasileira nesta sexta. Muito pelo contrário. O Brasil parece ter entrado em quadra na Ariake Arena com ainda mais vontade e atropelou as asiáticas com uma contundente vitória por 3 sets a 0 0 com parciais de 25/16, 25/16 e 25/16.

A maneira como a equipe se comportou na semifinal, sem dar qualquer chance para a Coreia do Sul, aumenta a confiança para a decisão diante dos Estados Unidos, neste domingo, apesar do favoritismo das adversárias. Os dois países fizeram a final da última Liga das Nações, em junho, com vitória das americanas. Aquela decisão, mesmo com a derrota, foi um importante ponto de retomada da Seleção Brasileira às vésperas dos Jogos, após um ciclo Olímpico marcado por muitas oscilações. Campeão em Pequim-2008 e Londres-2012, o Brasil busca em Tóquio o tricampeonato Olímpico.

Anúncio