Brasil vence o Chile e conquista título do Torneio Internacional de Manaus

Agora a Seleção feminina entra de férias e só volta a se reunir em fevereiro

Manaus – Lideradas pela rainha Marta, as meninas da Seleção Brasileira venceram o Chile por 2 a 0 e conquistaram a taça do Torneio Internacional de Manaus. O duelo com as chilenas aconteceu na noite desta quarta-feira (1º), na Arena da Amazônia, no que foi a última apresentação do selecionado feminino do Brasil em 2021.

Com gols de Kerolin e Giovana, as comandadas de Pia Sundhage souberam furar o bloqueio defensivo das chilenas, que até então não haviam sofrido gol no torneio, e saíram como campeãs da competição amistosa. Agora a Seleção feminina entra de férias e só volta a se reunir em fevereiro, quando participa do Torneio Internacional de Paris, quando enfrenta a França, Holanda e Finlândia.

O jogo

Com Marta desde o início do jogo, a Seleção Brasileira tentou apertar as chilenas em seu campo de defesa assim que o jogo começou, mas o Chile soube se segurar e sair tocando, mesmo sob pressão. E foi dessa forma que, aos 3 minutos, as chilenas tentaram primeiro chute a gol, com Urrutia, mas a bola saiu fraca, nas mãos de Letícia.

blank

Foto: João Normando/FAF

O Brasil chegou pra valer ao ataque aos 13 minutos, com Ary Borges. Boa trama com Kerolin e a camisa 17 sai na cara da goleira Endler, mas na hora de fazer o gol, Ary tocou por sobre a meta chilena. A Seleção seguiu cercando a equipe chilena e voltou a assustar a goleira Endler aos 22 minutos. Após escanteio, a bola sobra para Debinha, que cruza na área para cabeceio de Kerolin, mas a bola saia fraca nas mãos da goleira do Chile.

Com participação tímida no jogo, Marta conseguiu dar o primeiro chute ao gol aos 27 minutos. Após abrir jogada pelo meio, a rainha experimentou lá da intermediária, mas o chute saiu sem potência e Endler pegou sem problemas.

Aos 34 minutos, blitz da Seleção. Marta faz um estrago pela esquerda, chega na linha de fundo e cruza, mas ninguém chega para completar. Na sequência, Antônia faz bela jogada e toca para Debinha, que chuta na saída de Endler, mas a bola vai pela linha de fundo.

Gols e título

Na volta do intervalo, as chilenas vieram mais ligadas e, logo aos 3 minutos, deram um susto no Brasil. Lançamento de Jiménez nas costas de Tamires e Urrutia chega tocando por cobertura, mas a jogada já estava parada por impedimento do ataque chileno.

blank

Foto: João Normando/FAF

Na base do lançamento longo o Brasil abriu o placar aos 5 minutos. Antônia lança para Ary Borges, que em velocidade cruza para o meio da área chilena. A bola passa por Debinha, mas não por Kerolin, que se estica e toca no contrapé de Endler. 1 a 0 Brasil.

Depois de abrir o marcador, a Seleção se postou para explorar os contragolpes, e o jogo caiu de produção. Correndo atrás do prejuízo, o Chile arriscou aos 33 minutos com Acuña. Mas o Brasil estava ligado e marcou o segundo. Aos 38 minutos, Giovana, que entrou na vaga de Debinha, aproveita erro na saída de bola do Chile, toma a bola e fuzila na saída de Endler. 2 a 0.

Aos 41 minutos, a rainha Marta deixa o jogo sob aplausos da pequena, mas animadíssima torcida na Arena da Amazônia. Nos minutos finais, Pia Sundhage aproveitou para rodar o elenco e colocar todo mundo pra jogar. Além de Debinha e Marta, saíram Duda, Kerolin e Angelina. Todas para fazer a festa do título em Manaus.

Anúncio