Cadeirantes elogiam serviço de ônibus da Arena da Amazônia

Pessoas com dificuldades de locomoção destacaram o bom atendimento no transporte de pontos estratégicos até o estádio. 

Manaus – As pessoas que utilizam cadeira de rodas aprovaram o serviço de transporte que conduz os cadeirantes à Arena da Amazônia neste domingo, dia em que Estados Unidos e Portugal se enfrentam pela segunda rodada do Grupo G da Copa do Mundo. 

O português José Augusto, 81, foi trazido do ponto de retenção da avenida Djalma Batista até a Arena da Amazônia pelo ‘Transporta’, ônibus que conduz os cadeirantes aos portões de acesso do estádio. Morador de Belém há 65 anos, ele está em Manaus para acompanhar a seleção portuguesa e elogiou o tratamento às pessoas com dificuldades de locomoção.

“O ônibus não demorou, viemos rápido, foi tudo tranquilo”, disse Augusto, que também vai assistir o jogo entre Portugal e Gana em Brasília, “Sou Portugal, mas também torço para o Brasil”, admitiu.

A funcionária pública Lizimar Urtiga, 64, comprou ingressos para ver três jogos na Arena da Amazônia. Depois de assistir a Inglaterra e Itália, dia 14, ela sofreu uma queda em casa e não pôde vir para Camarões e Croácia, dia 18, mas fez questão de vir com a filha e o genro ver Cristiano Ronaldo e companhia neste domingo, mesmo que de cadeira de rodas.

Segundo lizimar, o tratamento foi ainda melhor enquanto cadeirante. “Está sendo maravilhoso. Vim da Assembléia Legislativa (que funciona como base para o Transporta) de ônibus até a Arena”, disse ela.

Anúncio