Campeonato Amazonense de Taekwondo classifica atletas para Supercampeonato Brasileiro

A competição contribui para os atletas chegarem no campeonato nacional e pontuarem para o ranking estadual

Manaus – O 28º Campeonato Amazonense de Taekwondo classificou 33 atletas para o Supercampeonato Brasileiro da modalidade, que vai acontecer de 22 a 26 de junho, em Brasília. A competição que aconteceu no último domingo (1º) no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou.

“As modalidades olímpicas terão sempre nosso olhar estratégico. Sabemos da importância desses campeonatos para os atletas e estaremos atentos, pois é necessário que os nossos representantes estejam prontos para performar da melhor forma possível nas competições em âmbito nacional e internacional”, destacou o diretor-presidente da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), Jorge Oliveira.

Realizado pela Federação de Taekwondo do Estado do Amazonas (FTKDAM) e chancelado pela Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), a competição contribui para os atletas chegarem no campeonato nacional e pontuarem para o ranking estadual da modalidade.

Praticando taekwondo há mais de 10 anos, Karina Costa, faixa preta na modalidade, subiu no lugar mais alto do pódio e garantiu a classificação para o Supercampeonato Brasileiro. A atleta que já havia participado no ano passado, conta como foi para superar as dificuldades e garantir a primeira posição em 2022.

“É muito importante para mim esse resultado, coloquei como meta que eu estaria nessa competição. Participei ano passado, mas não consegui uma boa colocação, então, falei para o meu técnico que esse ano voltaria mais forte, treinei muito e consegui o primeiro lugar”, destacou a atleta Karina.

Durante o evento foi realizado também o 1º Camping Amazonas de Taekwondo, ministrado pelo coach da Seleção Brasileira, grão-mestre Rodney Saraiva, que durante os dois dias, realizou treinos técnicos e táticos, além de compartilhar suas experiências com a Seleção Brasileira de Taekwondo. Para a presidente da FTKDAM, Itala Rodrigues, o camping serviu como uma forma de elevar o nível dos treinadores com seus alunos.

“O camping foi uma forma de motivar os professores a se qualificar, porque as regras de Taekwondo depois das olimpíadas sofreram alterações. A ideia foi trabalhar quem prepara os alunos, para que a gente possa colher futuramente bons resultados, atletas de alto rendimento”, destacou a presidente.

Anúncio