Com Real Madrid em baixa, River é favorito

Recém-campeão da Libertadores, time argentino deve despontar no torneio da Fifa, que inicia hoje, para acabar com a hegemonia da equipe da Espanha

Emirados Árabes Unidos – Vencedor de três das últimas quatro edições do Mundial de Clubes da Fifa, o Real Madrid chegará a esta edição da competição, que começa, nesta quarta-feira (12), nos Emirados Árabes Unidos, sem possuir o favoritismo gigante que sempre ostentou em suas outras participações no torneio. Embora ainda conte com um elenco estelar, o time espanhol ainda se ressente da saída de Cristiano Ronaldo, hoje jogador da Juventus, e conta com um técnico Santiago Solari ainda em fase de afirmação na equipe.

Representante da América do Sul no Mundial, River Plate faturou o tetra na ‘Liberta’, na casa do Real, no domingo (Foto: Fifa/Twitter)

O favoritismo do Real está em xeque por uma série de motivos. Após a saída do treinador Zinedine Zidane, ocorrida de forma surpreendente logo depois do final da última temporada europeia, Julen Lopetegui fracassou como substituto do ídolo francês. E nesta quarta o time tenta voltar a engrenar em um novo ciclo no qual amargou uma série de resultados ruins, como a derrota, por 3 a 0, para o modesto Eibar, sofrida no mês passado.

A fase instável do Real se reflete na tabela do Campeonato Espanhol, no qual a equipe ocupa apenas a quarta posição, cinco pontos atrás do líder Barcelona. Na Liga dos Campeões, o time já assegurou classificação às oitavas de final, mas chegou a ser batido, por 1 a 0, pelo CSKA Moscou, na Rússia, em outubro, mesmo mês em que foi superado pelo Levante, por 2 a 1, e acabou goleado, por 5 a 1, pelo Barcelona, derrota crucial para a demissão de Lopetegui.

O River Plate, que conquistou o título da Copa Libertadores, no último domingo, contra o Boca Juniors, disputada curiosamente no estádio do Real, é a principal ameaça ao favoritismo do time espanhol. O clube argentino é um forte candidato a reeditar o feito obtido pelo Corinthians, última equipe da América do Sul a conquistar o Mundial de Clubes, em 2012, no Japão.

Esta edição do evento será aberta, nesta quarta com a partida entre o Al Ain, representante do país-sede, contra o Team Wellington, da Nova Zelândia, às 11h30 (de Manaus). No sábado, o vencedor deste duelo vai encarar o Espérance, da Tunísia, atual campeão africano, na luta por uma vaga na semifinais. Também no sábado, Kashima e Chivas medem forças em outro confronto que vale lugar na semi.