Comitê Tóquio-2020 libera atletas estrangeiros para eventos-teste

Competidores e organizadores terão de limitar o contato físico, respeitar o distanciamento de ao menos um metro e ter cuidados constantes com a higienização das mãos

Japão – O Comitê Organizador da Olimpíada de Tóquio-2020 apresentou nesta segunda-feira as medidas sanitárias que deverão ser seguidas durante a realização dos últimos eventos-teste para os Jogos, marcados para acontecer entre 23 de julho e 8 de agosto. Até o início da Olimpíada, serão 18 eventos-teste, a começar pelo próximo fim de semana, com uma disputa de rúgbi em cadeira de rodas.

Para este e os próximos programas que servem de ensaio para os Jogos, atletas e organizadores terão de limitar o contato físico, respeitar o distanciamento de ao menos um metro e ter cuidado constante com a higienização das mãos.

Outras medidas, menos comuns nesta pandemia, são a proibição de gritos de apoio e a exigência de ventilação dos ambientes a cada meia hora. A preocupação é evitar que eventuais infectados pela Covid-19 possam transmitir o novo coronavírus pelo ar, principalmente nos gritos de apoio.

Comitê Tóquio-2020 libera atletas estrangeiros para eventos-teste (Foto: Divulgação)

O Comitê Organizador também anunciou que será permitida a participação de atletas estrangeiros em eventos-teste de atletismo. Serão cinco competições ao todo, tanto de pista quanto de campo, incluindo a maratona. A organização ainda não definiu quantos atletas vão participar destes eventos.

Neste mês, os responsáveis pela Olimpíada informaram que não vão permitir a entrada de torcedores estrangeiros para assistir às competições olímpicas. Somente os fãs locais poderão acompanhar in loco as disputas.

Anúncio